Surto de dengue pode desfalcar o Oriente Petrolero contra o Vasco

Um surto de dengue na região de Santa Cruz de la Sierra pode desfalcar a equipe do Oriente Petrolero contra o Vasco da Gama.

Adversário do Vasco na Copa Sul-Americana, o Oriente Petrolero foi afetado com o surto de dengue na região de Santa Cruz de la Sierra. O goleiro Romel Quiñonez e o volante Héctor Sánchez são um dos mais de 10 mil infectados com a doença apenas em 2020.

O clube confirmou que os dois jogadores foram diagnosticados com a doença e são desfalques, pelo menos, nos próximos quatro dias. Eles não enfrentam o Real Santa Cruz neste domingo, pelo Campeonato Boliviano, e são dúvida para a partida de volta da primeira fase da Sul-Americana, contra o Vasco, na Bolívia, na quarta-feira, dia 19.

O goleiro Romel Quiñonez não foi titular no jogo de ida contra o Cruz-Maltino, no último dia 5. Ele iniciou 2020 com um problema na mão e, segundo informou a imprensa boliviana, rescindiria seu contrato com o Oriente Petrolero. No entanto, Romel, que foi titular em 2019, jogou contra o Aurora, no início do mês.

Quiñonez tem 27 anos, é ex-jogador do Bolívar e tem passagem pela seleção boliviana. Em sua primeira passagem pelo Oriente Petrolero, em 2017, foi dispensado após ter problemas para perder peso.

Héctor Sánchez, de 22 anos, disputou o Pré-Olímpico com a seleção boliviana em janeiro e entrou no segundo tempo da vitória por 1 a 0 do Vasco contra o Oriente Petrolero em São Januário.

Surto de Dengue no Oriente Petrolero

O time boliviano recebe os vascaínos na próxima quarta-feira, em Santa Cruz de la Sierra, às 21h30 (de Brasília). O Vasco avança à segunda fase da Sul-Americana com um empate. Caso marque um gol, a equipe brasileira garante a vaga até mesmo com uma derrota por um gol de diferença.

Leia mais sobre: Variedades

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »