Superação de Sidão vira exemplo para o Vasco reagir no Brasileiro

O goleiro Sidão deu a volta por cima após polêmica e vira exemplo para o Vasco da Gama reunir forças e reagir no Brasileiro.

Contratado às pressas para substituir o titular Fernando Miguel, que se recupera de um lesão muscular e só deve voltar a campo após a Copa América, em julho, Sidão foi do inferno ao céu nos primeiros jogos com a camisa do Vasco. Marcado pela falha ao jogar com os pés na derrota de 3 a 0 para o Santos, no Pacaembu, o goleiro ainda enfrentou o constrangimento de ter sido eleito, de forma irônica, o melhor em campo na votação via internet na transmissão da TV Globo.

Com o voto de confiança de Vanderlei Luxemburgo, o goleiro, de 36 anos, foi mantido no time no confronto com o Avaí e deixou São Januário justamente aplaudido. Com uma série de defesas, o goleiro foi o responsável pelo empate (1 a 1) em mais uma apresentação que o Vasco ficou devendo como conjunto.

PRESENÇA DE MAXI É INCERTA

Na lanterna do Campeonato Brasileiro, o Vasco pode encontrar inspiração no próprio goleiro para reunir forças e iniciar a reação contra o Fortaleza, domingo, no Castelão. De Luxemburgo, Sidão recebeu a orientação de fazer o simples e evitar o uso dos pés.

"Havia a expectativa sobre como seria recebido, e sou grato aos torcedores pelo apoio que me deram. No aquecimento começaram a gritar o meu nome. Isso me deu força para fazer um grande jogo. Vou procurar repetir a boa atuação nos próximos jogos", disse Sidão, ao site oficial do clube.

Sidão se destaca após polêmica

A delegação do Vasco embarca na manhã de hoje para Fortaleza. No entanto, a presença de Maxi López é incerta. Sob a supervisão do preparador físico Antônio Mello, o atacante iniciou uma série de trabalhos físicos à parte para recuperar a forma ideal. A meta da comissão técnica é que o argentino perca pelo menos quatro quilos.

Leia mais sobre: Campeonato Brasileiro, Futebol, Sidão

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »