Super poderes de Luxemburgo estaria incomodando líderes do elenco

Luxemburgo sente que pode ganhar espaço no Vasco da Gama, o que estaria deixando líderes do elenco ressabiados.

A situação do Vasco é a pior possível no Campeonato Brasileiro. Um clube sem comando, elenco fraco, salários atrasados e sem perspectivas para a chegada de reforços. O empate com o Avaí foi o suficiente para tirar o sono de Vanderlei Luxemburgo. Mas o comandante vascaíno voltou a atacar com apenas duas semanas em São Januário. O “Velho” Luxemburgo escolheu Maxi López como bode expiatório por causa do excesso de peso.

O principal jogador do elenco não gostou de ser cortado da viagem para o Ceará onde o Vasco enfrenta o Fortaleza, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A situação azedou de vez entre os dois na última quarta-feira, quando o treinador exigiu mais empenho do argentino em uma atividade comandada pelo preparador físico Antônio Mello. A letra foi dada com respaldo do presidente Alexandre Campello que não andava satisfeito com o desempenho e a forma física do atacante.

Aos poucos, Luxemburgo sente que pode ganhar espaço como gestor do futebol. Afinal de contas o departamento está acéfalo após a demissão de Alexandre Faria. O treinador está respaldado e não esconde de ninguém o desejo de ser um “manager.” Os super poderes de Vanderlei Luxemburgo deixaram as principais lideranças descontentes. Fernando Miguel, Yago Pikachu, Ramón, Leandro Castán e Bruno César, estão ressabiados com o treinador. Luxemburgo está prestes a perder o vestiário. O clima está pesado no Vasco.

A saída de Maxi López foi estratégica para reduzir a folha salarial. Vanderlei Luxemburgo quer mais agilidade do Vasco no mercado de transferências e uma verba maior para contratações de qualidade. Ele, no entanto, já deixou claro que deseja ter total autonomia para indicar os nomes. Um zagueiro, dois laterais, um meia ofensivo e um centroavante estão sendo mapeados.

CURTINHAS:

ESTATÍSTICA: Contratado com status de craque, Maxi López foi importante para o Vasco na luta contra o rebaixamento no Brasileirão de 2018. Mas na atual temporada, o gringo deixou a desejar em campo. Ficou afastado de muitos jogos por lesão ou problema físico. Na passagem por São Januário, fez 11 gols em 38 jogos.

LEMBRA DESSA? Assim como aconteceu em 1995, quando comandou o Flamengo, Vanderlei Luxemburgo entrou em rota de colisão com Romário. O técnico se viu sem respaldo diante da vida social que o baixinho tinha quando retornou ao Brasil. Na época, o treinador foi demitido por Kleber Leite, enquanto o tetracampeão seguiu no elenco rubro-negro.

TRAPALHADAS: Alexandre Campello fez algumas bobagens no futebol desde que começou a presidir o Vasco: Jorginho, Alberto Valentim, Paulo Pelaipe, Alexandre Faria, Newton Drummond, …

FIQUEI SABENDO… Quatro chapas se candidatam para disputar à presidência do Vasco em 2020. A chapa 1 é de Alexandre Campello, a 2 de Euriquinho, a 3 de Roberto Monteiro e a 4 de Júlio Brant.

BEM NA FITA: O volante Bruno Gomes está sendo observado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e pode ser aproveitado nos profissionais do Vasco. Ele é destaque do time Sub-20.

PAPO RETO: Muita calma com Tiago Reis. Apesar ter sido o artilheiro do Vasco na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o atacante fez gols contra times pequenos e apena um em cima do Flamengo no péssimo Campeonato Carioca. Ele é promissor, mas vamos ter calma com o garoto!

Leia mais sobre: Vanderlei Luxemburgo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »