Ser vascaíno é acreditar que seremos campeões

O Vasco da Gama enfrentará o Urubu na final do Campeonato Carioca, e ser vascaíno é acreditar que seremos campeões.

O Vasco da Gama é um Gigante, isso é indiscutível. Sua história com glórias conquistadas dentro e fora de campo, não é algo que possa ser descartado e sequer questionado. Hoje infelizmente, por conta de desmandos e brigas de ego das últimas gestões, nosso time se encontra em uma prolongada crise financeira, que vem se arrastando desde o início do século. Mas aos poucos, a 'casa' está sendo arrumada.

Com poucos recursos, times consideravelmente mais fracos foram montados ao longo do tempo, dívidas começaram a se multiplicar, empréstimos em demasia se tornaram opções para aliviar crises pontuais, e a bola de neve se iniciou. 

O torcedor vascaíno sofreu nas últimas duas décadas como nunca aconteceu antes. Passou por rebaixamentos, viu péssimos jogadores fazendo parte do elenco e atletas medianos serem exaltados por conta de toda a escassez. Vimos pouquíssimos títulos, eliminações bastante tristes e algumas ingratidões.

Mesmo diante de todos os problemas, nunca deixamos de ser vascaínos. Ser vascaíno é acreditar até o final, é não desistir e lembrar que todas as conquistas são possíveis, pelo simples fato de carregarmos a cruz de malta no peito. É ver no olhar de uma criança toda a emoção e inocência, unidos ao prazer de vestir uma camisa do Vasco. É ouvir de nossos pais, avôs e por que não, mães e avós, como tínhamos jogadores incríveis, como São Januário foi erguido, como lutamos para que o futebol fosse direito de todos, fomos pioneiros em ser pioneiros no mundo da bola.

Somos Gigantes! E existe uma coisa que une nossos times vitoriosos do passado, aos times mais simples que formamos hoje em dia: ambos carregam a camisa do Vasco. Ela tem peso próprio, honra própria e uma cruz de malta que emana toda a energia necessária, para que o nosso objetivo fique mais próximo. Não podemos esperar menos que vontade de vencer e 'sangue nos olhos' dos nossos jogadores. A tradição do nosso time nos colocará com uma mão na taça, a outra mão será a união da torcida e a garra dos atletas em campo.

Vamos acreditar.

Por Mathews Lemos.

Leia mais sobre: Vasco x Flamengo, Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »