Sá Pinto tem um dos piores aproveitamentos de um técnico no Vasco nesta década

Com apenas 30,5%, o português Ricardo Sá Pinto tem o pior aproveitamento de um técnico no Vasco da Gama desde 2012.

Ricardo Sá Pinto durante o jogo contra o Grêmio
Ricardo Sá Pinto durante o jogo contra o Grêmio(Foto: REUTERS/Diego Vara)

Não é novidade que o trabalho realizado pelo técnico Ricardo Sá Pinto no Vasco da Gama não está encaixando. Na verdade, com os números ruins, existe possibilidade de que o português seja demitido do cargo a qualquer momento.

Quais são os números? Em 12 jogos sob o seu comando, o Vasco obteve até cinco derrotas, cinco empates e duas vitórias. Os resultados renderam a entrada na zona de rebaixamento, onde o Gigante está em 17º com apenas 24 pontos, e a eliminação nas oitavas de final da Sul-Americana.

Os números negativos fazem com que Ricardo Sá Pinto tenha apenas 30,5% de aproveitamento no comando do Vasco. Segundo levantamento do Blog do Garone, no site Lance!, o português é o pior no quesito de um técnico no Gigante desde 2012, sendo um dos piores da década.

RANKING DE APROVEITAMENTO DOS TREINADORES DO VASCO NOS ÚLTIMOS ANOS (2010 – 2020)

1º – Ricardo Gomes – 2011 – 44 jogos – 24 vitórias – 13 empates – 7 derrotas – 64,39% de aproveitamento

2º – Vagner Mancini – 2010 – 19 jogos – 10 vitórias – 5 empates – 4 derrotas – 61,4% de aproveitamento

3º – Gaúcho* – 2012/2013 – 18 jogos – 10 vitórias – 3 empates – 5 derrotas – 61,1% de aproveitamento

4º – Cristóvão Borges – 2011/2012 – 78 jogos – 41 vitórias – 18 empates – 19 derrotas – 60,2% de aproveitamento

5º – Adílson Batista – 2013/2014 – 52 jogos – 24 vitórias – 21 empates – 7 derrotas – 59,6% de aproveitamento

6º – Jorginho – 2015/2016 – 87 jogos – 43 vitórias – 24 empates – 19 derrotas – 58,6% de aproveitamento

7º – Cristóvão Borges – 2017 – 14 jogos – 7 vitórias – 2 empates – 5 derrotas – 54,7% de aproveitamento

8º – Doriva – 33 jogos – 2015 – 15 vitórias – 9 empates – 9 derrotas – 53,5% de aproveitamento

9º – Gaúcho – 2010 – 10 jogos – 5 vitórias – 1 empate – 4 derrotas – 53,3% de aproveitamento

10º – Joel Santana ** – 2015 – 17 jogos – 7 vitórias – 6 empates – 4 derrotas – 52,9% de aproveitamento

11º – Zé Ricardo – 2017/2018 – 50 jogos – 22 vitórias – 13 empates – 15 derrotas – 52,6% de aproveitamento

12º – Ramon – 2020 – 18 jogos – 8 vitórias – 4 empates – 6 derrotas – 51,8% de aproveitamento

13º – Vanderlei Luxemburgo – 2019 – 37 jogos – 15 vitórias – 12 empates – 10 derrotas – 51,3% de aproveitamento

14º – Paulo Autuori – 2013 – 13 jogos – 6 vitórias – 2 empates – 5 derrotas – 51,2% de aproveitamento

15º – Alberto Valentim – 2018/2019 – 41 jogos – 17 vitórias – 11 empates – 13 derrotas – 50,4% de aproveitamento

16º – Celso Roth – 2015 – 13 jogos – 6 vitórias – 1 empate – 6 derrotas – 48,7% de aproveitamento

17º – Milton Mendes – 2017 – 27 jogos – 11 vitórias – 6 empates – 10 derrotas – 48,1% de aproveitamento

18º – PC Gusmão – 2010/2011 – 39 jogos – 14 vitórias – 14 empates – 11 derrotas – 47,8% de aproveitamento

19º – Jorginho – 2018 – 10 jogos – 4 vitórias – 1 empate – 5 derrotas – 43,3% de aproveitamento

20º – Abel Braga – 2020 – 14 jogos – 4 vitórias – 5 empates – 5 derrotas – 40,4% de aproveitamento

21º – Dorival Júnior – 2013 – 29 jogos – 9 vitórias – 8 empates – 12 derrotas – 40,2% de aproveitamento

22º – Ricardo Sá Pinto – 2020 – 12 jogos – 2 vitórias – 5 empates – 5 derrotas – 30,5% de aproveitamento

23º – Marcelo Oliveira – 2012 – 10 jogos – 2 vitórias – 2 empates – 6 derrotas – 26,6% de aproveitamento

Celso Roth – 2010 – 5 jogos – 1 vitória – 1 empate – 3 derrotas – 26,6% de aproveitamento

* Contabilizado o jogo entre Vasco e Palmeiras pelo Brasileiro de 2011, onde Gaúcho assumiu como interino após a saída de Cristóvão Borges e antes da chegada de Marcelo Oliveira.

** Não contabilizados os jogos ABC x Vasco e América-MG x Vasco, em setembro de 2014, onde Jorge Luiz assumiu interinamente. Não computada também a partida entre Vasco x Bragantino, onde Marcelo Salles assumiu interinamente.

Obs: não contabilizados os aproveitamentos de técnicos interinos, como Gaúcho – apenas quando foi efetivado -, Marcelo Salles, Valdir e Marcos Valadares.

Erros e cargo em risco

Embora venha tendo seu trabalho minado por problemas com desfalques causados pela Covid-19, é notório que Ricardo Sá Pinto tem a sua parcela de culpa nesse momento enfrentado pelo Vasco. As maiores críticas ao técnico giram em torno da demora para fazer substituições e o esquema com três zagueiro.

Para se ter uma noção, nos últimos sete dias o Vasco teve duas goleadas no Campeonato Brasileiro, uma de 4×1 para o Ceará, em pleno São Januário, e a outra por 4×0 para o Grêmio, fora de casa, além de uma derrota por 1×0, para o Defensa y Justicia, da Argentina, na Colina História, resultado que rendeu a eliminação da Sul-Americana.

Leia mais sobreRicardo Sá Pinto
1 comentário
  • João Chaves Boaventura - 7 de dezembro de 2020

    Não deveria ter demitido o Ramon, são estas decisões de pura incompetência, que deixam o Vasco nesta condição, quem contratou Ribamar, Leo Matos, Carlinhos, Borges, Marco Junior, porque manterão Pickathu, Henrique, Lucas Santos, Werley, Breno, Ramon. Quem acredita em Talles, Ygor Catatu, Andrey. Só pode esta de brincadeira o Diretor de Futebol Andre Mazzuco, precisa ser responsabilizado pelas merdas que fez, da mesma forma que Eurico precisa ser responsabilizado e indenizar o Vasco pelo mal que causou!

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
20 de janeiro de 2022
SAF do Vasco ganha força em meio a turbilhão político

Futebol do Vasco da Gama tem sido alvo de investidores internacionais enquanto bastidores políticos do Clube seguem agitados.

Grupo americano interessado no Vasco já comprou direitos do Brasileiro no exterior

O Fundo 777 Partners, que manifestou interesse em investir no Vasco da Gama, já comprou os direitos internacionais do Brasileiro.

Vasco vê Eric Pimentel e Zé Vitor como opções caseiras para compor o elenco

Sem contratações de impacto para a defesa, Vasco da Gama enxerga em Eric Pimentel e Zé Vitor uma boa dupla para compor o plantel em 2022.

Grupo russo liderado pelo bilionário Roman Abramovich estaria interessado no Vasco

Esse e outro grupo, um árabe, estariam desejando comprar o Vasco por cerca de R$ 1 bilhão de dólares; Abramovich é dono do Chelsea-ING.

19 de janeiro de 2022
Vasco faz amistoso contra o Audax-RJ nesta quinta-feira no CT Moacyr Barbosa

Jogo-treino é o segundo do Vasco da Gama na preparação para o Campeonato Carioca; Audax também será adversário durante o Estadual.

Vasco deve gastar quase R$ 45 milhões com o futebol em 2022

Desse total, são R$ 37,3 milhões destinados ao elenco do Vasco da Gama, e o restante para comissão técnica e funcionários administrativos.

Há 20 anos, camisa 11 era aposentada pelo Vasco em homenagem a Romário

Decisão de homenagear Romário aconteceu em 19 de janeiro de 2002 e partiu do então presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda.

Contratos de Conceição, Yuri Lara e Bruno Nazário são registrados no BID da CBF

Com isso, os 3 atletas, que devem ser titulares ao longo da temporada, já estão oficialmente aptos a atuar pelo Vasco da Gama.

Vasco realizará nesta sexta debate sobre a possível implantação da SAF no Clube

Debate terá início às 10h30min e contará com a presença do 2º VP Geral do Vasco da Gama, Duque Estrada, e do VP Jurídico, Zeca Bulhões.

Veja a chegada de Getúlio ao CT Moacyr Barbosa

Confira o momento em que Getúlio chegou ao CT Moacyr Barbosa nesta quarta-feira, para assinar com o Vasco da Gama.

Veja mais notícias