Rildo cobra cerca de R$ 1,7 milhão do Vasco na Justiça

Rildo, que rescindiu o contrato de forma amigável com Vasco da Gama, cobra do Clube na Justiça cerca de R$ 1,7 milhão.

O atacante Rildo entrou com uma ação na Justiça contra o Vasco. Ele cobra cerca de R$ 1,7 milhão, entre multas, férias, dois meses de salários atrasados e 16 meses sem depósito do FGTS. A audiência para definir o caso está marcada para o dia 12 de junho. O departamento jurídico do clube afirmou que ainda não foi notificado.

Rildo rescindiu o contrato com o Vasco de forma amigável no início de março. No acordo, ficou previsto que o clube pagaria em 10 parcelas o que devia ao jogador.

Entretanto, até o momento o Vasco não pagou nenhuma das duas primeiras parcelas. Rildo ainda tentou contato com dirigentes, mas não teve sucesso. Isso fez com que o jogador entrasse na Justiça comum. Ele é representado pelos advogados Filipe Rino e Thiago Rino.

- Ele tinha salários em atraso, poderia ter entrado com ação para rescindir o contrato na Justiça, mas não quis fazer isso. Preferiu rescindir em comum acordo para sair pela porta da frente, por respeito à instituição e carinho pelos torcedores.Ele entrou em contato com o clube para ter ao menos uma previsão ou posição, mas não obteve resposta, então teve que ir à Justiça para receber por aquilo que trabalhou. Ele respeita e tem muito carinho pelo Vasco, mas é direito dele como trabalhador. - disse o advogado Filipe Rino.

Rildo, quando jogava pelo Vasco

Depois de rescindir com o Vasco, o atacante assinou com a Chapecoense. Pelo Cruz-Maltino, fez três gols em 22 jogos disputados. Ele foi contratado em dezembro de 2017.

Leia mais sobre: Rildo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »