Ricardo Sá Pinto lamenta desfalques por Covid-19: ‘Não é fácil gerir tudo’

O técnico do Vasco da Gama, Ricardo Sá Pinto, afirmou que os desfalques por Covid-19 prejudica demais o time.

Por França Fernandes
-  19 de novembro de 2020 às 22:38-  Atualizada em 19 de novembro de 2020 às 22:38
Ricardo Sá Pinto durante jogo contra o Fortaleza (Foto: André Durão/ge)

Um dos clubes com mais casos de covid-19 no início do Campeonato Brasileiro, o Vasco está diante de uma segunda onda da doença e hoje (19) teve oito desfalques frutos do coronavírus no empate em 0 a 0 com o Fortaleza em São Januário (RJ). Técnico da equipe, Ricardo Sá Pinto admitiu a dificuldade em lidar com esse problema.

“Não tem como calcular (os desfalques de hoje). São quatro ou cinco que, normalmente, são titulares na equipe, e outros entram com frequência. Com todos juntos, às vezes, somos poucos, imagina quando perdemos. Para mim não é fácil gerir tudo, mas é o que é. Isso nos prejudica claramente, mas temos que conviver com isso e esperar para que voltem o mais rapidamente possível porque contamos com eles”, disse o português em entrevista coletiva à Vasco TV.

Foram desfalques por covid-19 os seguintes jogadores: Martín Benítez, Leandro Castan, Miranda, Ulisses, Fellipe Bastos, Carlinhos, Tiago Reis e Ribamar.

Sobre a partida, Sá Pinto lamentou o resultado, já que a vitória poderia colocar o Vasco na 10ª colocação.

No entanto, fez questão de valorizar também o ponto ganho, que tirou o time da zona de rebaixamento:

Somente 6 jogadores não foram infectados

Em reportagem exclusiva, o UOL Esporte revelou na manhã desta quinta-feira (19) que quase todos os jogadores do elenco já contraíram o coronavírus. Com a baixa de Benítez em cima da hora do jogo pelo mesmo motivo, caiu para apenas seis o número de atletas que não foram infectados até o momento. São eles: Fernando Miguel, Léo Matos, Henrique, Neto Borges, Jadson e Léo Gil.

Fonte: Uol

Leia Mais Sobre

Covid-19