Ricardo Sá Pinto lamenta derrota e reclama de falta em Parede

O técnico Ricardo Sá Pinto se diz orgulhoso pela atuação do Vasco da Gama e diz que a equipe não merecia a derrota.

Por França Fernandes
-  22 de outubro de 2020 às 00:58-  Atualizada em 22 de outubro de 2020 às 00:58
Ricardo Sá Pinto durante o jogo contra o Corinthians (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

A continuidade do período que já vai em nove jogos sem vencer indica que os três pontos novamente fugiram do Vasco. E a derrota para o Corinthians, na estreia do técnico Ricardo Sá Pinto deixou no português sentimentos mistos: orgulho pela atuação, sentimento de que a vitória do Cruz-Maltino seria um resultado mais justo, mas, ao mesmo tempo, reclamações sobre uma possível falta em Guilherme Parede no lance que resultou no gol derradeiro.

– A forma como preparamos o jogo foi boa, os jogadores entenderam e melhoraram muito. A equipe estava mais compacta, no bloco médio e pressionando também. Tivemos mais capacidade com a bola do que nos últimos jogos. Controlamos o adversário, que veio jogar no nosso erro. Estou muito orgulhoso pela forma como a equipe tentou. No processo defensivo e ofensivo. Sabíamos explorar os pontos fracos do adversário – valorizou, antes de concluir:

– Fizemos um segundo tempo muito bom. Poderíamos ter causado algum desequilíbrio. Tivemos oportunidades, bola na trave, arriscamos para empatar e depois reequilibramos com o Bruno (Gomes), mas sem perder velocidade com Talles, Parede e Luquinhas (Lucas Santos). Por uma má decisão aqui ou ali, poderíamos ter feito o segundo gol. Há discussão de falta no Parede, ele me disse que levou um pontapé. Teria que ver, anular o gol. Minimamente um empate. Nunca ter perdido esse jogo. Estou orgulhoso do que eles tentaram fazer. Lutaram, acreditaram. Foi um bom jogo de parte a parte. O Corinthians também foi bem, mas não merecíamos perder. Nosso processo é esse. Hoje não foi para o nosso lado, mas vai ser. Não nos resta outra coisa que não continuar – decretou.

Fonte: Lancenet