Ricardo Graça comenta voltas de Breno e Castan e vê disputa sadia por vaga

Ricardo Graça falou sobre a intertemporada realizada em Foz do Iguaçu, volta de Breno e Castan e vê disputa por vaga sadia.

Escolhido como destaque do Vasco nas primeiras rodadas de Campeonato Brasileiro pela torcida, o zagueiro Ricardo Graça vem conquistando cada vez mais espaço na equipe cruzmaltina. E a explicação para a evolução do garoto pode ser a concorrência. Além dele, o colombiano Henríquez também fez boas partidas como titular e nesta quarta-feira (10/7), Luxemburgo ganhou mais duas opções além de Werley e Ulisses na intertemporada em Foz do Iguaçu: Leandro Castan e Breno formaram a dupla de zaga em uma das equipes no coletivo.

- O Henríquez é um cara que fala muito, ajuda bastante ali atrás, está jogando muito bem. Sabemos que tem o Castan e o Breno para voltar a jogar. Cada um brigando pelo seu espaço, dando o seu melhor. Nesse ritmo todos precisam evoluir para conseguir ajudar o Vasco. Essa dor de cabeça é do Vanderlei. Com todo mundo bem, ele tem que optar pelos melhores. Não tem vaidade. Quem tiver que sair, vai torcer pelo companheiro e quem jogar vai estar pronto para ajudar. É o que ele fala, disputa sadia. Quando for mal, ele vai tirar, quando for bem, vai jogar. Sou amigo do Castan, converso bastante com o Breno. É bom para a evolução da equipe - disse o jogador, sobre a disputa sadia na defesa vascaína.

No coletivo comandando por Vanderlei Luxemburgo, uma das equipes teve dois nomes que estão recuperados de lesão na zaga. Breno e Leandro Castan conseguiram atuar com desenvoltura no treinamento e foram muito elogiados por Ricardo, que vê a dupla como uma referência na posição:

- É uma zaga de muita qualidade. O Breno jogou no Bayern de Munique, foi revelação do Campeonato Brasileiro. O Castan foi campeão da Libertadores, jogou na Roma. São dois currículos ótimos, muito bons e que estão aqui para ajudar e jogar. Foi muito bom ver o Breno treinar depois de quase um ano. É um cara que trabalha muito e fala sempre que só de treinar é muito bom. Fico muito feliz por ele. Espero que ele consiga dar sequência, não sinta mais nada e possa jogar esse ano.

Ricardo ainda falou sobre a intertemporada realizada em Foz do Iguaçu. O time chegou na cidade na última quinta-feira e ficará por lá até sábado (13/7), data do confronto diante do Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. O zagueiro comentou que essa convivência de dez dias faz com que o grupo fique mais unido e que os recém-chegados ao elenco tenham um entrosamento mais rápido.

- A gente começa a passar mais tempo com o grupo. Somos uma família. Não tem jeito. Passamos mais tempo com o grupo do que com nossos pais, mulheres... são dez dias fora e a gente passa mais tempo no jantar, bate-papo, brinca, demora um pouco mais na fisioterapia. Fica amigo até de pessoas que você nem conversava tanto. Cheguei no Richard agora e estou me entrosando mais com ele. Mas o principal foi o tempo para treinar. Temos um jogo muito importante sábado e temos que entrar com tudo para ganhar do Grêmio. Viemos aqui para trabalhar e não passar férias.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DO JOGADOR

CARINHO DA TORCIDA

"Sempre importante, ainda mais agora que estamos longe da família, longe de casa e da torcida no Rio de Janeiro, temos que tratar todos bem que são eles que estão do nosso lado nos apoiando aqui em Foz do Iguaçu, no frio. Esse carinho é muito importante e ficamos muito felizes."

COLETIVO

"O coletivo foi muito bom. Ainda mais porque o time reserva jogou como o Grêmio jogava, enfiando a linha de cinco, jogando bastante com os volantes. Hoje vamos ficar ligados no jogo deles, estudar a equipe deles. Ver o que o professor Vanderlei Luxemburgo e o Maurício Copertino vão nos passar. A atividade foi muito boa. As duas equipes com muita qualidade. Tanto que terminou empatado, com os dois times atuando com muita vontade."

Leia mais sobre: Ricardo Graça

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »