Reservas têm poucas chances mas podem surpreender no Vasco; veja

Confita abaixo alguns jogadores que tiveram poucas chances no time do Vasco da Gama, mas que podem surpreender.

Sob as ordens de Ramon Menezes, elenco do Vasco tem nova chance de ser reavaliado. Há atacantes, goleiros... Bruno César estava afastado, deve ser utilizado, mas não entra no grupos de reservas.

Lucão, hoje, é o terceiro goleiro do Vasco. Fernando Miguel é o titular e Jordi o reserva imediato. Mas Lucão é bastante querido pela torcida.

Cláudio Winck foi reintegrado ao grupo principal pouco antes da saída de Abel Braga do comando técnico. Lateral e ponta-direita, aguarda por oportunidade após 2019 de subutilização.

Miranda é zagueiro de personalidade e atua pelos dois lados da defesa. Teve chance em 2018, mas retornou ao time de juniores e aguarda outra oportunidade.

Ricardo Graça é dos reservas mais valorizados do Vasco. Canhoto, tem no capitão Leandro Castan o principal concorrente. É possível eles jogarem juntos?

Rodrigo era mais conhecido nas categorias de base do Vasco. No time principal, o volante teve somente uma chance. A próxima será com Ramon Menezes?

Lucas Santos é uma promessa que já teve oportunidades, mas ainda não se confirmou nem como ponta, nem como meia do time principal do Vasco.

Lucas Ribamar vive relação de altos e baixos com a torcida do Vasco. Eventualmente joga pelos lados do ataque, mas é centroavante.

Tiago Reis, destaque na Copa São Paulo de Juniores e no primeiro trimestre do ano passado também no time profissional, é querido pela torcida. A concorrência de Cano é cruel.

Ribamar, Tiago Reis e Lucão

Embora mais velho que o irmão Talles Magno, o também atacante Kaio Magno não goza do mesmo prestígio. Teve somente uma chance como profissional do Vasco: no último jogo de Abel Braga.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »