Recado para Cordella? Leven se mostra irritado com especulações sem autorização

O possível presidente do Vasco da Gama, Leven Siano, se mostrou irritado com as recentes especulações de jogadores.

Avatar
Por Willams Meneses
-  11 de dezembro de 2020 às 09:21-  Atualizada em 11 de dezembro de 2020 às 10:05
Leven Siano em live da chapa Somamos
Leven Siano em live da chapa Somamos (Foto: Reprodução)
data-full-width-responsive="true"

Na noite da última quinta-feira (10), o possível presidente do Vasco da Gama, Leven Siano, realizou uma live em seu canal no Youtube, onde abordou diversos assuntos. Entre eles, um chamou a atenção devido à forma como se posicionou.

Leven Siano explicou o que motivou a nota que publicou no Instagram naquele mesmo dia, em que afirmou que só voltaria a falar em contratação depois do Campeonato Brasileiro. No trecho da live, o possível presidente voltou a se mostrar insatisfeito com as especulações.

Ele não descartou mandar embora da sua equipe quem seguir especulando jogadores, destacando que, nesse momento, sendo que a janela de inscrição já fechou, cogitar reforços não faz sentido e só serviria para atrapalhar o elenco nessa reta final de temporada.

– Tem gente que fala demais, né? Não dá, gente! Pelo amor de Deus. De que adianta falar em jogador agora? A gente vai ter jogadores bons, vamos ter um time forte, essa é a essência do projeto Somamos. Foi assim que o Barcelona foi estruturado e é assim que a gente acredita. Nós mostramos isso quando fala da diferença entre evolução e revolução. Agora, ficar fazendo entrevista sem estar autorizado por mim para ficar falando de jogador tal e jogador tal, vai ter ou não vai ter, vai estar querendo sacanear o projeto. Vai sair do projeto. Não tem como ficar assim. Então, gente, olha só, eu fiz essa nota pelo seguinte: a gente só volta a falar de jogador após o Campeonato Brasileiro. Por razões simples. Primeiro: não tem sentido nenhum falar agora. Segundo: vai atrapalhar o time. Terceiro: não tem eficácia nenhuma porque as inscrições já se encerraram. Não estamos mais na Sul-Americana, então se você quer usar o meu nome ou o do Vasco para aparecer, está trabalhando para a pessoa errada. Vou chamar a atenção mesmo fazendo parte da equipe, e se continuar enchendo a porr* do saco vai sair daqui, porque aqui estamos para defender o direito do Vasco em primeiro lugar.

O recado aparentemente foi para o italiano Fabio Cordella, que fará parte do departamento de futebol do Vasco caso Leven Siano seja presidente. A manifestação foi no mesmo dia em que surgiu uma declaração do dirigente sobre ter buscado contato sobre o volante Sami Khedira e o atacante Mario Mandžukić.