Ramon Menezes vive seu pior momento no comando do Vasco

O técnico Ramon Menezes vive momento delicado no Vasco da Gama, ma sprega trabalho para voltar a ter um bom desempenho.

Ramon Menezes em jogo contra o Botafogo
Ramon Menezes em jogo contra o Botafogo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Depois de um começo de Campeonato Brasileiro empolgante, com nove pontos nos três primeiros jogos, o Vasco de Ramon Menezes vive seu primeiro momento de instabilidade, com uma sequência de resultados ruins. E o pior: atuações ruins. A goleada sofrida por 4 a 1 para o Atlético-MG no último domingo pode servir como um “choque de realidade” para o cruz-maltino.

O Vasco, que chegou a ser líder e frequentou o G4 durante quase todo o Brasileiro, agora já é nono colocado – ainda apenas três pontos atrás do quarto colocado, é verdade, e com um jogo a menos que uma parte dos adversários. Mas os problemas do elenco e de um trabalho ainda inicial de Ramon indicam que a realidade do Vasco neste Brasileiro pode não ser a de disputa por vaga na Libertadores.

Depois dos três primeiros jogos com 100% de aproveitamento, o Vasco venceu apenas dois das últimas nove partidas. Ou seja, dos 18 pontos pontos que o Vasco tem, metade deles foram conquistados nas três primeiras rodadas. Depois, nove pontos em nove jogos. O aproveitamento do Vasco nestas últimas partidas (33,3%) o colocaria apenas nas 15º colocação do Brasileiro.

A queda de rendimento do time coincide com uma sequência de partidas em que o técnico Ramon Menezes teve diversos desfalques – o que também evidencia, é claro, os problemas do elenco cruz-maltino. Mesmo na partida contra o Atlético-MG, quando tinha apenas a ausência de Juninho, o treinador precisou recorrer a nomes como o de Yago Pikachu, que ele mesmo tinha optado por tirar do time titular e deixar no banco, quando viu seu time sofrer a virada e tomar três gols em 20 minutos.

É verdade que enfrentar o líder Atlético-MG, no Mineirão, não tem sido fácil para ninguém. Mas a partida desastrosa – que só não foi pior pela grande quantidade de chances desperdiçadas pelo Galo no segundo tempo – e os resultados anteriores mostram que a vida do Vasco no Campeonato Brasileiro não deve ser fácil. O “Ramonismo” empolgou a torcida no começo – e com razão, com a equipe apresentando um certo padrão e um potencial, mas é preciso reconhecer as deficiências do time e do elenco, até para o técnico poder trabalhar com mais tranquilidade e outras perspectivas.

Fonte: Esporte News Mundo

Leia mais sobreRamon Menezes
5 comentários
  • Moura, Henrique - 5 de outubro de 2020

    A mim nunca empolgou!!! Me mostre uma só partida q o Vasco tenha ganhado com merecimento? Ramon é um tecnico sem moral com o elenco. Bastou o Carlinhos falar q iria embora por não estar tendo oportunidade, q o Ramon voltou a escalá-lo., mesmo estando completamente fora de forma. O benitez é bom jogador, mas só aguenta um tempo. O tales, é uma exigencia da diretoria mantê-lo como titular para fazer caixa. Qt ao esquema tatico, inexiste . O time joga com 4 zagueiros, ja q os laterais não avançam por determinação do Ramon… As poucas vezes q avança a marcação , somente a faz com dois jogadores, não resultando em nada. A culpa dos maus resultados não por limitação de jogadoes, mas sim porque ele prefere manter jogadores q não estão
    rendendo nada, deixando Julinho , Ygor, Neto Borges, Tenório e Gabriel Pec na reserva. Jogadores jovens e de altíssima velocidade, o q estar faltando para o Vaaco desenvolver uma marcação alta e eficiente. A CARAVELA VASCAINA JA ENCALHOU, O AFUNDAMENTO ESTÁ À VISTA!!!

    Responder
    • junin - 5 de outubro de 2020

      Tô contigo , é isso ai e mais um pouco.!! mas a culpa é dessa diretoria bosta e irresponsavel , q fica brincando de fazer futebl.

    • Andre Leite - 5 de outubro de 2020

      Perfeito….so troxa q se iludiu cm ess time ruim com sorte das primeiras rodadas, o time é a mesma bosta doa ultimos anos, a diferenca é q ano passado ao menos tinha tecnico em todos sentidos da palavra, esse ano temos aprendiz de assitente…AI FODEU! é lutar pra nao cai mais uma vez….

  • Amdre luiz mendrs - 5 de outubro de 2020

    CLARO PIOR MESMO ESCALA MAL MECHE MCAMPEONATO AGORA. COMEÇOU SEPARA AS CRIANÇAS DOS ADULTOS RAMOM E CRIANÇA. ALGUNS JOGADORES NEM. MERECE COLOCA. MINHA PAIXÃO NO CORPO AQUI E VASCO

    Responder
    • Wilden - 5 de outubro de 2020

      Tem gente melhor no banco e na base e vc finge q nao vê,esses jogadores estão ae arrastando em campo,ta na hora de ser abusado e colocar o Lucas Santos , o mlk artilheiro Tiago Reis

Deixe sua opinião

Últimas notícias
17 de setembro de 2021
Fernando Diniz nega desgaste físico dos jogadores do Vasco contra o CRB

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz disse que os jogadores não tiveram desgaste físico no jogo contra o CRB.

Germán Cano se torna o 6º maior artilheiro do Vasco no século XXI

O atacante Germán Cano chegou a 39 gols e empatou com Alecsandro como sexto maior artilheiro do Vasco da Gama neste século.

Eduardo Paes brinca sobre público no jogo entre Vasco e Cruzeiro: ‘Fazendo meu lobby’

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro disse que fez ‘lobby’ pela liberação de público no jogo entre Vasco da Gama e Cruzeiro.

Efeito estreantes! Vasco acumulou números superiores que o CRB em empate

Nas estreias de Fernando Diniz e Nenê, o Vasco da Gama elevou o nível de atuação, mas ainda pecou individualmente e deixou a vitória escapar.

Zeca recebe o 3º amarelo e será desfalque contra Cruzeiro

O lateral-esquerdo do Vasco da Gama, Zeca, levou o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática diante da Raposa.

Diniz projeta vitória contra o Cruzeiro e cita importância da torcida em São Januário

Fernando Diniz, técnico do Vasco da Gama, projetou a vitória contra o Cruzeiro e desejou que a torcida esteja em São Januário.

Nenê deixa boa impressão em sua reestreia pelo Vasco

Em sua reestreia pelo Vasco da Gama, Nenê deixou boa impressão e arrancou elogios de torcedores cruzmaltinos.

Prefeitura do Rio libera e Vasco pode ter torcida em São Januário contra o Cruzeiro

Com o novo decreto da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama está prestes a ter de volta a torcida no Estádio de São Januário.

Após suspensão, Daniel Amorim fica à disposição do Vasco contra o Cruzeiro

Daniel Amorim está à disposição do Vasco da Gama para o jogo contra o Cruzeiro no próximo domingo, em São Januário.

Fernando Diniz justifica utilização de apenas 1 volante contra o CRB

Na entrevista coletiva após o jogo contra o CRB, o técnico Fernando Diniz explicou porque escalou o Vasco da Gama com apenas um volante.

Veja mais notícias