Ramon Menezes pode ser efetivado como técnico do Vasco

O nome do auxiliar Ramon Menezes é cogitado em São Januário e pode ser efetivado como técnico do Vasco da Gama.

A reunião agendada para as 16 horas desta segunda-feira para começar a indicar o nome preferido para assumir o Vasco depois da paralisação pelo coronavírus, terá dificuldades enormes para se encontrar um nome de consenso. Isto porque o diretor-executivo, André Mazzuco, já afirmou na semana passada que o novo treinador terá de entender as características do clube.

Isso dá a entender que precisará ter a compreensão que Abel Braga teve, de que poderia passar um período sem receber salários. No final de semana, o Vasco quitou a segunda parcela do décimo-terceiro, mas ainda deve dois meses e cinco de imagem.

Não é fácil encontrar um técnico bom, competente, inovador, que receba pouco dinheiro e ainda se sujeite a passar longos períodos sem receber. O desafio da reunião desta segunda-feira é grande.

Há duas semanas, o novo vice de futebol vascaíno, José Luiz Moreira, disse que inicialmente prefere um treinador brasileiro, embora seja amigo de Jorge Jesus e reconheça o momento especial da geração portuguesa.

Em São Januário, ainda se cogita a possibilidade de Ramón Menezes permanecer como treinador da equipe. A reunião não tratará apenas do técnico, mas de todo o planejamento do departamento de futebol até o final das férias coletivas, previsto para 20 de abril, mas que poderá ser estendido dependendo da gravidade da crise do coronavírus.

Ramon Menezes e Martín Benítez

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »