Ramon Menezes foi importante para retorno de Ribamar ao elenco do Vasco

Ramon Menezes, novo técnico do Vasco, foi importante para o retorno de Ribamar ao elenco, comandado por Luxemburgo.

Recém-promovido à função de técnico do Vasco, Ramon é uma figura marcante na passagem de Ribamar pela Colina até aqui. Se, atualmente, o atacante disputa vaga na equipe, há pouco tempo o destino parecia ser longe de São Januário e tal trajetória foi alterada, também, graças ao então auxiliar.

Ribamar começou 2020 integrado ao elenco e sendo utilizado por Abel Braga, que deixou o Vasco em março. O jogador atuou em dez partidas e esteve em campo por 406 minutos. A realidade até setembro do ano passado, porém, era outra e ele contou com a ajuda de Ramon, que era auxiliar permanente do clube, para ter uma nova oportunidade.

"O Ramon foi um cara importante pra mim no período em que eu buscava firmar meu espaço no grupo. Sempre acreditou no meu trabalho e em como eu poderia ajudar o Vasco. Eu vejo nele alguém que tem o DNA do clube e que consegue nos transmitir isso. Além da qualidade como profissional, é especial você trabalhar com uma pessoa que te faz entender o tamanho do Vasco da Gama e a responsabilidade que é vestir esta camisa", disse, ao UOL Esporte.

O Vasco anunciou a contratação do atacante em dezembro de 2018, sob aval de Alberto Valentim, que era o treinador à época. O comandante deixou o Cruz-Maltino após o Carioca do ano seguinte e Vanderlei Luxemburgo foi o escolhido pela cúpula para a vaga.

No entendimento de Luxa para o time, inicialmente, Ribamar não se encaixava e o jogador perdeu espaço, chegando a treinar separadamente. A diretoria do Vasco, inclusive, o colocou em uma lista de jogadores que poderiam ser negociados.

Neste período, enquanto diversos jogadores eram testados na posição de "9", Ramon avaliou de perto o trabalho do atacante e apontou a Luxemburgo que ele poderia ser útil ao grupo.

"Eu venho fazendo um trabalho no clube com os jogadores que não fazem mais parte do elenco principal. O Ribamar estava nesse grupo, mas por méritos dele mesmo, de treinar bem e se dedicar, ganhou essa nova chance. Ele evoluiu muito. Eu passo um relatório para a comissão técnica e o professor [Luxemburgo] dá muita liberdade para falarmos alguma coisa com ele", destacou Ramon ao UOL Esporte, em setembro.

De volta contra o Bahia, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, Ribamar foi titular na rodada seguinte, contra a Chapecoense, e fez um dos gols da vitória por 2 a 1. A partir daí, sempre esteve no radar de Luxa e ainda fez mais dois gols, na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo e no empate em 4 a 4 com o Flamengo.

"As informações que recebi eram que ele estava treinando forte, não relaxou e se aprimorou. O técnico não pode ter vergonha de fazer algumas coisas e voltar atrás. Para essa equipe, pelas características que temos, o Ribamar é importante, porque é lutador, brigador, disputa a bola, cansa o zagueiro. Tenho que reconhecer isso. Durante essa primeira fase eu descobri que preciso de um jogador igual ao Ribamar. De repente não vai fazer gol, mas vai incomodar", apontou Vanderlei, após o triunfo sobre a Chape.

Funk em homenagem

Durante este período de isolamento social por conta da pandemia de coronavírus, diversos artistas têm feito transmissões ao vivo em redes sociais. Dennis DJ, durante apresentação no último sábado, brincou com um funk que ganhou uma versão cruz-maltina, o "Hoje tem gol do Ribamar". A música surgiu de uma brincadeira da própria torcida do Vasco, que, com bom humor, rebateu "Hoje tem gol do Gabigol", usada pela torcida do Flamengo.

A criação, rapidamente, caiu nas graças da torcida. Recentemente, um vídeo nas redes mostrava um vascaíno cantando a música durante um panelaço.

Leia mais sobre: Ribamar

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »