Ramon Menezes fala sobre retorno de Ribamar e parceria com Luxemburgo

Ramon Menezes falou sobre o retorno de Ribamar ao elenco do Vasco da Gama e da parceria com Vanderlei Luxemburgo.

A rotina de Ribamar mudou. Depois de ser afastado do elenco principal, treinar em horário alternativo e quase deixar o Vasco, o atacante ganhou chance de recomeço com o técnico Vanderlei Luxemburgo e não decepcionou, fazendo um belo gol na vitória cruzmaltina por 2 a 1 sobre a Chapecoense. Por trás desta reviravolta, porém, há um personagem fundamental que fez lobby para seu retorno: o auxiliar-técnico e ídolo vascaíno Ramon Menezes.

Foi o ex-jogador - campeão brasileiro e da Libertadores pelo Vasco - que convenceu Luxa a olhar Ribamar com outros olhos, após o treinador o colocá-lo na lista dos atletas descartáveis.

"Eu venho fazendo um trabalho no clube com os jogadores que não fazem mais parte do elenco principal. O Ribamar estava nesse grupo, mas por méritos dele mesmo, de treinar bem e se dedicar, ganhou essa nova chance. Ele evoluiu muito. Eu passo um relatório para a comissão técnica e o professor [Luxemburgo] dá muita liberdade para falarmos alguma coisa com ele", destacou Ramon ao UOL Esporte.

"Ele teve essa oportunidade de voltar e foi muito bem nesses dois jogos. No primeiro jogo [Bahia] ele entrou bem, e contra a Chapecoense começou jogando e foi muito bem. Fez um gol muito importante. Lógico que todo mundo fica muito feliz de vê-lo voltar", acrescentou.

Querido pelos companheiros, Ribamar valorizou o apoio que recebeu dos colegas de time, inclusive no momento do gol, quando foi muito festejado por eles.

"O gol foi muito importante para mim, significou bastante. Fiquei muito feliz, e ele é fruto de um grande trabalho que fiz. O carinho dos companheiros é algo que valorizo muito. Eles sempre estiveram do meu lado apoiando e não deixando que a minha motivação caísse. Sabia que as coisas poderiam mudar, e acabaram mudando. Agora vou seguir nessa pegada e sempre na busca de grandes coisas", disse ao site oficial do Vasco o jogador que, antes do Bahia, só havia atuado no Campeonato Brasileiro na estreia do Cruzmaltino na competição, na goleada sofrida para o Athletico-PR por 4 a 1.

Conversas em particular

O longo período afastado do elenco principal foi de muita reflexão para Ribamar. Emprestado pelo Pyramids, do Egito, até o fim desta temporada, ele estava treinando em horários alternativos desde o período da parada para a Copa América, no início de julho, e teve muitas conversas em particular com Ramon para não desanimar.

O apoio do auxiliar-técnico neste momento difícil despertou um sentimento de gratidão por parte do atacante, mas Ramon prefere dividir os méritos com toda a comissão técnica.

"Eu conversei muito com ele durante esse período, mas acho que o agradecimento foi geral, para o professor, para o Maurício Copertino [auxiliar de Luxa]...., Isso aí é mérito de toda comissão técnica e mais do atleta. Mesmo treinando separado do horário do grupo, sempre se dedicou muito", disse Ramon.

Treinos com bola parada

Um fundamento de destaque no Vasco na temporada é a bola parada e nesta quesito novamente Ramon Menezes tem mérito. Ele costuma selecionar os batedores para uma sessão de faltas cerca de meia hora antes do treinamento que reúne todo o elenco.

"Isso venho fazendo desde o começo do ano. Foi um consenso da comissão técnica. Os jogadores têm treinado bem. No Vasco, o professor tem me dado essa liberdade", destacou Ramon.

Exímio cobrador de faltas em sua época de jogador, ele acredita que o fundamento está deficitário no futebol brasileiro atualmente:

"Tudo é trabalho, estímulo. No Brasil se perdeu um pouco a referência do batedor de falta. Tínhamos várias referências e temos perdido isso. Mas também passa por não treinar. Futebol é repetição, tem que treinar para estar preparado na hora do jogo".

Parceria com Luxa

Apesar de Vanderlei Luxemburgo ter apenas quatro meses no comando da equipe do Vasco, Ramon já se sente à vontade trabalhando ao lado do treinador. O auxiliar destaca a liberdade que o técnico dá no dia a dia.

"Ele é muito experiente. Não tem nenhum tipo de vaidade. Todos os departamentos estão tendo uma liberdade muito grande. A gestão dele é muito boa, nos deixa super a vontade. Estou feliz e satisfeito no Vasco", destacou Ramon.

Ramon Menezes

Se especializou

Após encerrar a carreira de jogador em 2013, Ramon Menezes se especializou para exercer a carreira de treinador, tendo feito cursos do Cref, de licença A e B da CBF e estando na reta final do módulo PRO.

"Eu venho nessa busca de quilificação e me sinto preparado no cargo que eu exerço dentro do clube", disse.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »