Otto critica desconvocação de reunião que poderia punir Roberto Monteiro

Otto Carvalho ainda cobrou que Julio Brant tome uma atitude e colete 60 assinaturas para que a reunião seja realizada.

Depois de ele mesmo solicitá-la, o presidente do Vasco da Gama, Alexandre Campello, ainda na última quarta-feira (18), desconvocou a reunião do Conselho Deliberativo que teria o intuito de analisar denúncias de agressão por parte de Roberto Monteiro.

A reunião estava marcada para esta quinta-feira (19), na Sede Náutica da Lagoa, e o caso poderia até mesmo render a expulsão de Roberto Monteiro, hoje presidente do Conselho Deliberativo, do quadro social do Gigante da Colina.

Depois da desconvocação, Otto Carvalho, membro do Conselho Fiscal, se manifestou em rede social criticando a não realização da reunião. Em sua publicação, ele citou que continuam acontecendo acordos e chantagens no Vasco, e cobrou que o conselheiro Julio Brant tome uma atitude diante da situação.

- O Vasco dos acordos e chantagens continua, agora para livrar o presidente do CD de uma punição. Absurdo. Chegou a hora de quem se considera maior liderança, assumir o papel e coletar 60 assinaturas para tocar isso para frente. Não podemos ser coniventes com agressões. @jcbrant

O caso que seria discutido na reunião aconteceu ainda em fevereiro do ano passado. O sócio Luis Henrique Vieira Rocha alega ter sido agredido por Roberto Monteiro no setor social de São Januário, na partida entre Vasco e Universidad Concepción-CHI, pela Libertadores.

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas, Política

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »