Otto Carvalho comenta acusações e tentativas de agressão em São Januário

O membro do Conselho Fiscal do Vasco da Gama, Otto Carvalho, comentou o episódio da última quarta-feira em São Januário.

Por meio de nota divulgada nas redes sociais, o benemérito e membro do Conselho Fiscal do Vasco da Gama, Otto Carvalho, se manifestou sobre dois casos recentes envolvendo o seu nome.

Primeiramente, Otto Carvalho se defendeu de acusações que teria sofrido por parte da Dona Alice e Dona Vera, torcedoras conhecidas do Vasco, que em áudios teriam o acusado de estar roubando o Clube.

Sabendo dos áudios, Otto Carvalho contou que foi procurá-las em São Januário na última quarta-feira (06) para esclarecer a situação. Chegando nelas, ele contou que foi alvo de xingamentos e tentativas de agressão.

Otto Carvalho ainda contou que irá prestar queixa sobre os áudios, irá procurar a devida retratação sobre o caso e pediu respeito.

Veja a nota divulgada por Otto Carvalho:

Gostaria de me posicionar sobre uma situação que ocorreu antes do jogo de ontem, entre Vasco x Palmeiras, em São Januário.

Após a reunião do Conselho para análise das contas, onde me posicionei de maneira firme contra uniões estranhas e que, a meu ver, estavam indo contra os interesses da instituição, fui alvo de elogios e críticas dos vascaínos, normal para quem assume posição e JUSTO.

Li e absorvi tudo, tanto os elogios como as críticas respeitosas e construtivas, porém, teve um caso que extrapolou o aceitável, que eram áudios da Dona Alice e Dona Vera, mãe e filha conhecidas em São Januário, me acusando de ser ladrão, de estar roubando o Clube e outras insinuações desse tipo.

Minha conduta e caráter, nesses 50 anos como sócio do Vasco, Grande Benemérito e ex-presidente de poder são ilibadas, sem nenhum tipo de denúncia ou desconfiança de aproveitamento indevido de algo do Vasco e não admito tais palavras.

Ao encontrar com elas no jogo, fui questionar sobre tais falas e novamente foram proferidas tais acusações. Para me resguardar, filmei tudo. Xingamentos, tentativas de agressão e descontrole. Quem viu o vídeo, percebeu que em nenhum momento agrido verbalmente elas, apenas pergunto sobre os áudios.

Gostaria também de comunicar que irei prestar queixa por causa dos áudios e irei procurar retratação devida. Idade avançada não é motivo para falta de respeito, deveria na verdade ser o inverso.

Agradeço os que me apoiaram ontem e aos que criticaram, fica aqui meu posicionamento.

 

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas, Política

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »