Obras impedem Vasco de ter 50% da capacidade de São Januário contra o Coritiba

Obras de ordem estruturais em São Januário impedem o Vasco da Gama de poder contra com 50% do público em seu estádio.

Torcida do Vasco em São Januário
Torcida do Vasco em São Januário (Foto: Twitter Somos Vasco da Gama)

O Vasco da Gama tem um confronto decisivo diante do Coritiba, nesta sábado (16), às 16h30, em São Januário. A fator torcida é tido como parte fundamental para que o time busque a vitória e volte a sonhar com o G4. No entanto, a presença dos vascaínos será menor do que a inicialmente prevista em função de obras no estádio.

O Cruzmaltino tinha a intenção de comercializar 11 mil ingressos para a partida, carga que atualmente é permitida pela Secretaria Municipal de Saúde, mas o número disponibilizado para os torcedores foi de 7.700 bilhetes. Ao GE, o CEO do Clube, Luiz Mello, detalhou o andamento das obras e por que ainda não é possível trabalhar com metade da ocupação da Colina Histórica.

– A gente tem feito obras de manutenções estruturais há algum tempo em São Januário, e elas estão sendo feitas por setores. Começamos com a social, depois passamos para o setor da arquibancada que fica no lado oposto à social e posteriormente fomos para o restante da ferradura, onde fica a marquise. Teríamos 11 mil se liberássemos a ferradura, mas acabamos não tendo tempo hábil. Até para ter um pouco mais de conforto e segurança aos torcedores, estamos abrindo os dois lados.

Com 3.500 bilhetes adquiridos pela torcida até o momento (parcial da quarta-feira – 13/10), Mello conta que o Gigante da Colina vem adotando a mesma estratégia da última partida em que foi mandante nesta Série B, diante do Goiás.

– Tem uma outra questão operacional. Nos dois primeiros jogos, a gente não teve ocupação máxima. Quanto mais abro áreas, mais catraqueiros, seguranças e operacional eu terei de contratar. Dessa forma é mais eficiente. Para o Vasco se planejar melhor, não abrimos ainda para 11 mil. Com 7.700, a gente já fez a primeira operação. Mais para frente veremos o que vai ser possível. A gente estuda os cenários semana a semana. Estamos com intervenções no gramado, ainda temos andaimes. Atrás do gol, na ferradura, na área vip também, ainda temos algumas manutenções a serem concluídas.

O CEO aposta no acesso híbrido dos setores já abertos do estádio como forma de garantir mais conforto e praticidade aos Cruzmaltinos. Ele também elenca outras ações feitas pelo Time da Cruz de Malta na tentativa de atrair mais torcedores.

– Para as áreas que estão liberadas, estamos abrindo 50% da arquibancada e 50% da social. Acreditamos que, com a conquista do acesso híbrido, o torcedor terá sua ida ao estádio facilitada. A gente vem tentando facilitar ao máximo. No segundo jogo, baixamos o ingresso da arquibancada. Aumentamos rede de laboratórios. Agora contra o Coritiba, reduzimos o preço da social, aumentamos ainda mais o número de laboratórios credenciados, aumentamos também o número de pontos de troca de ingressos.

Depois de amargar prejuízo nos jogos contra Cruzeiro (- R$ 77.472,82) e Goiás (- R$ 99.546,22), Luiz Mello afirmou os ajustes tem sido feitos para que o Vasco tenha retorno com a volta da torcida a São Januário.

– O torcedor com ciclo vacinal completo agora tem um custo a menos. A partir do momento em que damos dinâmica, a gente trabalha para o que o jogo seja sustentável, financeiramente igualitário. Todos os jogos de todos os clubes têm sido deficitários, mas a gente trabalha para os do Vasco serem os mais equilibrados financeiramente.

Mesmo sem ter como garantir, existe ainda a possibilidade do Vasco poder contar com 50% da capacidade de São Januário (11 mil pessoas) no próximo jogo como mandante, contra o CSA, no próximo dia 29 de outubro.

Leia mais sobreCoritibaSão Januário
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
17 de outubro de 2021
Lucão não se intimida ao barrar Vanderlei e pede passagem na equipe titular

O jovem goleiro do Vasco da Gama, Lucão, não se intimida ao barrar Vanderlei e mostra que merece sequencia de titular.

Vasco conquista o bicampeonato do Torneio de Remo do Futuro

Gigante, o Vasco da Gama conquistou o bicampeonato do Torneio de Remo do Futuro na manhã deste domingo (17).

Seleção da Galera da 30ª rodada da Série B tem Germán Cano e Fernando Diniz

Germán Cano, atacante do Vasco da Gama, e o técnico Fernando Diniz, estão na Seleção da Galera da 30ª rodada da Série B.

Cano concorre ao ‘Cara da Galera’ da 30ª rodada da Série B

Germán Cano, concorre ao prêmio de ‘Cara da Galera’ da 30ª rodada da Série B, na qual o Vasco da Gama venceu o Coritiba

Novos uniformes de treino do Vasco estão disponíveis nas lojas oficiais

Os novos uniformes de treino do Vasco da Gama já estão disponíveis para compra nas lojas oficiais do Clube.

Mansur exalta futebol do Vasco nos últimos jogos e destaca a ousadia de Diniz

O jornalista Carlos Eduardo Mansur destacou o desempenho dos Vasco da Gama nas últimas sete rodadas e destacou o trabalho de Diniz.

Vasco homenageia Nelson Sargento no Dia da MPB

O Vasco da Gama prestou homenagens via Twitter ao cantor Nelson Sargento, no dia da MPB, Música Popular Brasileira.

Salgado parabeniza o Sub-14 do Vasco pela conquista da Copa Brasileirinho

Jorge Salgado, parabenizou a garotada do Sub-14 do Vasco da Gama, que venceu o Fluminense e conquistou a Copa Brasileirinho.

Castan revela cobrança mas se rende ao futebol de Riquelme: ‘O céu é o limite para ele’

O capitão do Vasco da Gama, Leandro Castan, revelou que pega no pé do garoto Riquelme, que considera um fenômeno.

Fernando Diniz afirma que Marquinhos Gabriel é jogador de Série A ao elogiar meia

Treinador do Vasco da Gama, Fernando Diniz, elogia Marquinhos Gabriel, considera o jogador nível Série A e pede compreensão dos torcedores.

Veja mais notícias