Nenê cobra R$ 2,8 milhões do Vasco na Justiça

Nenê, que jogou pelo Vasco da Gama de 2015 a 2018, processou o Cruzmaltino alegando acordo de rescisão não pago.

Mais um!

O Vasco da Gama terá de se defender na Justiça do Trabalho num processo movido pelo meio-campista Nenê, que defendeu o Clube entre 2015 a 2018, sendo destaque da equipe neste período.

Segundo o site Globo Esporte, na ação protocolada na 26ª Vara do Trabalho do Rio, o meio-campista cobra uma dívida de R$ 2,8 milhões. Consta na reclamação que a direção vascaína não assinou a rescisão contratual, perdeu a carteira de trabalho e resistiu em duas tentativas de acordo com o atleta.

Com documentos, Nenê afirma que a rescisão acertada em janeiro de 2018 previa o pagamento de R$ 800 mil, divididos em 30 vezes de R$ 26.666,67. O primeiro depósito seria em 20 de fevereiro de 2018, e o último em 20 de julho de 2020. No entanto, o Clube não pagou uma única parcela, sequer.

O valor atualizado da dívida é de R$ 2.835.541,43, compondo este montante os salários de novembro de 2017, dezembro de 2017 e 13º de 2017, além de férias vencidas e proporcionais e premiações. 

Nenê ex-meia do Vasco

Nenê defendeu o Vasco da Gama após uma longa passagem pelo futebol europeu. Ele disputou 134 partidas e marcou 44 gol com a Cruz de Malta no peito. O jogador deixou São Januário para defender o São Paulo, e atualmente veste a camisa do Fluminense.

Leia mais sobre: Nenê, Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »