Morre Argeu, campeão brasileiro pelo Vasco em 74

Morreu o ex-jogador Argeu dos Santos, que foi campeão brasileiro pelo Vasco em 1974, que lutava contra um câncer.

Morreu na madrugada desta quinta-feira (11) o técnico e ex-jogador Argeu dos Santos. Ele lutava contra um câncer de próstata. Ele tinha 63 anos e chegou a se afastar do futebol entre 2014 e 2015 por problemas decorrentes de uma hérnia de disco, anormalidade na próstata e uma ferida na perna.

Desde 2015, Argeu lutava contra problemas de saúde. A informação foi confirmada por uma amiga próxima da família.

O velório acontece às 8h no Ginásio Joaquim Domingos Neto, do Horizonte Futebol Clube. O enterro será no Cemitério Municipal de Horizonte, na cidade homônima da Região Metropolitana de Fortaleza.

Argeu foi um dos maiores zagueiros da história do futebol cearense. Além de ter jogado no Vasco da Gama, Ceará, Fortaleza e Ferroviário, o atleta passou, como treinador, por vários clubes do futebol local, conseguindo vários acessos e levando outros a finais de turno e campeonato, como Horizonte e Guarany de Sobral.

Argeu dos Santos iniciou a carreira como jogador em 1972 pelo Vasco da Gama. Zagueiro técnico e de boa velocidade e marcação forte, logo chegou ao time titular ajudando o clube carioca a conquistar o título brasileiro de 1974.

Após passagens pelo Vasco, Campinense e América de Natal, Argeu foi contratado pelo Ceará no início dos anos 1980 onde junto com Lula Pereira formou uma das maiores duplas de defensores do Alvinegro de todos os tempos. Ajudou a conquistar o certame local de 1980, 1981, 1984 (marcou três gols no certame e foi destaque) e 1986. Após atuar pelo time Alvinegro, Argeu tem uma rápida passagem pelo Central de Pernambuco e Fluminense de Feira de Santana.

Nos anos de 1991 e 1992, Argeu se tornou ídolo do Fortaleza depois das conquistas do cearense. O atleta ainda vestiu as camisas do Ferroviário, Moto Club, Tiradentes/CE, 4 de Julho e encerrou a carreira no Quixadá em 1994.

Como treinador, Argeu dos Santos ficou conhecido como o "rei do acesso", por ajudar muitos clubes do Interior a realizar conquistas. Trabalhou como técnico no Quixadá, Fortaleza (vice-campeão cearense), Ferroviário, Uniclinic, River do Piauí, Boa Viagem, Maranguape, Crateús, Central de Pernambuco, 4 de Julho, Botafogo/PB e Horizonte (3º lugar do cearense 2008). À frente do Horizonte neste ano foi escolhido o treinador do ano pelos cronistas.

Fato interessante na sua carreira de treinador é que logo em 1997, Argeu foi convidado pelo então presidente do Fortaleza, Oswaldo Azim, a substituir o treinador Salvador Barbosa que, inclusive havia ganho o primeiro turno do certame daquele ano para o Leão após quatro anos. Não conquistou o título, mas realizou bom fim de campeonato.

Um dos seus maiores trabalhos como treinador foi com o Horizonte em 2008. Com ele no comandado, o Galo realizou uma das suas melhores campanhas no certame local. Com um time formado por Jefferson, Izaquiel, Gilmak, Eusébio, Júnior Cearense, Raul, Léo Jaime e Stênio, dentre outros, o Horizonte chegou a decidir o 2º Turno com o Fortaleza.

Primeiro jogo da final saiu 3 a 1 para o Fortaleza. Simão, Paulo Isidoro e Erandir marcaram para o tricolor. Raul descontou para o Horizonte. No segundo o Galo venceu por 1 a 0. Gol marcado de pênalti pelo goleiro Jefferson. Na decisão nos pênaltis deu Tricolor pelo placar de 5 a 4. Em 2013, decidiu o Estadual com o Ceará, pelo Guarany de Sobral. Empate nas duas partidas. 1 a 1 em Sobral e outro 1 a 1 na Arena Castelão.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Reforços do Vasco para 2019

Veja mais notícias »