Maxi López reencontra o Grêmio com protagonismo no Vasco

Maxi López reencontra o Grêmio neste domingo, sendo a maior referência do time do Vasco nesta reta final do Brasileiro.

Maior referência e peça-chave do time do Vasco, o atacante argentino Maxi López desembarcou no Rio de Janeiro cercado de desconfiança. Acima do peso e aos 34 anos de idade, o jogador foi vítima de piadas maldosas e de olhares atravessados.

Cenário bem diferente do vivido por ele em 2009, quando chegou ao Grêmio com status imediato de ídolo. Nove anos depois, o camisa 11 vascaíno reencontra justamente o clube que lhe abriu as portas no Brasil, às 17h, na Arena do Grêmio.

À época, a contratação do ex-jogador do Barcelona causou grande mobilização entre os gremistas, e perucas loiras eram itens facilmente encontrados com ambulantes que trabalhavam no entorno do antigo Estádio Olímpico.

Tamanha expectativa, no entanto, não foi correspondida, já que Maxi deixou o clube gaúcho a ver navios. O clube depositou em juízo 1,5 milhão de euros para comprar 50% que pertenciam ao FC Moscou, da Rússia. No início de 2010, Maxi enviou um telegrama ao clube dizendo que não pretendia voltar. 

A atitude de Lopez rendeu uma ação do Grêmio junto à Fifa, mas o jogador também ingressou com ação judicial cobrando atrasados. Após o fim litigioso, ele seguiu a vida e rodou por seis clubes do futebol italiano, mas só conseguiu retomar o protagonismo no Cruz-maltino.

"Maxi é um jogador muito importante, de qualidade. Mas precisamos fazer uma partida perfeita, precisamos de 14 jogadores: os 11 titulares e os três que vão entrar", analisou o técnico Alberto Valentim.

Com sete gols em 15 jogos pelo novo clube, Maxi voltou a experimentar os holofotes e é a principal esperança da torcida na jornada contra o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.

Leia mais sobre: Vasco x Grêmio, Maxi López

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »