Maxi López pede rescisão amigável e deixará o Vasco

O atacante Maxi López não gostou de ficar de fora do jogo contra o Fortaleza e pediu a rescisão amigável com o Vasco da Gama.

O casamento entre Vasco e Maxi López está muito perto do fim. Após ficar fora da lista do técnico Vanderlei Luxemburgo para o jogo de domingo, contra o Fortaleza, no Castelão, o argentino comunicou ao presidente Alexandre Campello que gostaria de rescindir de forma amigável seu contrato, que vai até dezembro, e foi prontamente aceito.

A informação foi publicada pela coluna do jornalista Gilmar Ferreira, do Extra, e confirmada pelo GloboEsporte.com.

Maxi López foi muito importante no Campeonato Brasileiro do ano passado, quando ajudou o Vasco a fugir do rebaixamento, mas não repetiu o mesmo rendimento em 2019.

Desde que se reapresentou para a pré-temporada, o atacante não conseguiu recuperar o peso ideal e chegou a perder a vaga de titular com o técnico Alberto Valentim. Com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, ele ganhou atenção especial e chegou a ter uma conversa em separado como o novo comandante.

Maxi pede para deixar o Vasco

Depois de ser titular e não fazer uma grande partida no empate em 1 a 1 com o Avaí, em São Januário, o argentino acabou ficando fora da lista para o confronto deste domingo, contra o Fortaleza, e não gostou. Segundo Luxemburgo, a opção foi da comissão técnica para que ele pudesse ganhar mais tempo e se recuperar fisicamente. A atividade especial começou na última quarta-feira.

- Na análise da comissão técnica, entendemos que o Maxi está fora daquilo que a gente quer que ele esteja. Estamos fazendo um trabalho individualizado com ele. Ele foi bastante amável, aceitou o que a gente propôs, até com um pouco de resistência, gostei dessa resistência dele porque queria estar com o grupo. Ele não viaja para Fortaleza - chegou a dizer Luxemburgo ao canal oficial do Vasco nas redes sociais.

Clube e atacante chegaram a conversar sobre renovação

No início deste ano, o Vasco, através do então diretor de futebol, Alexandre Faria, chegou a negociar uma renovação de contrato, mas o papo não avançou. Havia uma divergência nos números, e as duas partes entenderam que não havia urgência na prorrogação do vínculo.

Durante as negociações, o Vasco também se viu insatisfeito com o desempenho de Maxi López em campo, o que também freou a necessidade de um acerto. Sem o diretor de futebol, demitido depois da segunda rodada do Campeonato Brasileiro, as conversas foram pausadas.

Maxi López atuou em 38 partidas com a camisa do Vasco e marcou 11 gols (7 em 2018 e 4 em 2019).

Leia mais sobre: Maxi López

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »