Maxi López fica próximo de se tornar o maior garçom deste Brasileiro

Maxi López disputou oito jogos pelo Vasco, tem quatro assistências e fica perto de igualar os maiores garçons do Brasileiro.

O momento está longe de ser dos melhores no Vasco. Com 25 pontos, o clube está na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, ocupando a 18ª colocação. Porém, no meio do caos, o Cruzmaltino vê ao menos que a aposta no experiente atacante Maxi López tem dado certo. Em oito partidas disputadas, o argentino deu quatro assistências e fez dois gols. Mesmo com poucos jogos, ele já está a dois passes para gol de igualar os maiores "garçons" da competição.

À frente de Maxi, aparecem Ricardo Oliveira, do Atlético-MG, Éverton, do São Paulo, e Hyoran e Dudu, do Palmeiras, com seis assistências; e Jadson, do Corinthians, Arrascaeta, do Cruzeiro, Éverton Ribeiro, do Flamengo, e Luan, do Grêmio, com cinco.

Aos 34 anos, Maxi tem se tornado um líder para os mais novos e arrancado elogios dos mais experientes, caso do zagueiro Leandro Castán, que já foi seu companheiro nos tempos de Torino, na Itália.

"O Maxi esconde a bola. É o clássico camisa 9. É muito difícil jogar contra ele, ainda bem que estou do lado dele", declarou.

Com o técnico Alberto Valentim, Maxi López tem feito dupla de ataque com seu conterrâneo Andrés Rios, também revelado pelo River Plate (ARG). O atacante demonstrou estar satisfeito por estar atuando agora mais pelos lados para ajudar o companheiro.

"É uma posição que eu conheço. Quero aproveitar os minutos que o Valentim está me dando. É importante jogar na minha função, acho que posso contribuir mais. Tenho que ajudar o Maxi na frente e também fazer gols", disse Rios.

Problema com cartões

O ponto negativo da passagem de Maxi López pelo Vasco até aqui está na questão dos cartões. O argentino já recebeu cinco amarelos desde que chegou, algo que o fez estar suspenso de uma partida e pendurado agora para o jogo da próxima segunda-feira, contra o Bahia, em São Januário.

Antes do empate em 1 a 1 com o Flamengo, no último sábado, o atacante destacou que sua evolução acontecerá em paralelo à melhora da equipe:

"Eu acho que a minha melhor fase irá chegar quando o time estiver atravessando um momento bom. Estou buscando dar o meu máximo para ajudar e dar uma grande contribuição para a equipe. Acredito que ainda posso melhorar muito meu desempenho dentro de campo".

Leia mais sobre: Campeonato Brasileiro, Maxi López

Comentários

Últimas notícias

Reforços do Vasco para 2019

Veja mais notícias »