Maxi López deixa o Vasco com 11 gols em 38 jogos disputados

O atacante Maxi López pediu para deixar o Vasco da Gama nesta sexta-feira e teve seu pedido aceito por Alexandre Campello.

Após ser comunicado de que não seria relacionado para a partida contra o Fortaleza, neste domingo (26), pelo Campeonato Brasileiro, o atacante Maxi Lopez procurou o presidente do Vasco, Alexandre Campello, e pediu para se desligar do clube, algo que foi aceito pelo dirigente. A informação inicial foi dada pelo colunista Gilmar Ferreira, do Extra, e confirmada pelo UOL Esporte.

O acordo de rescisão foi feito de formal verbal e agora as partes tratarão dos termos documentais e burocráticos para finalizar o desligamento.

Maxi Lopez havia sido comunicado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo de que não viajaria para Fortaleza (CE) por questões físicas. Um planejamento individualizado para que o argentino perdesse cerca de 4 kg tinha sido elaborado e a ideia era que o jogador o cumprisse a partir de amanhã (25).

Em depoimento ao site oficial do Vasco, o treinador disse que Maxi tinha sido "amável" e havia aceitado, embora fizesse a ressalva de que ocorreu uma resistência:

"Na análise da comissão, que eu comando, entendemos que ele está fora daquilo que nós queremos. Estamos fazendo um trabalho individualizado. Colocamos a comissão e a estrutura do Vasco à disposição dele para trabalhar, entrar em forma naquilo que nós queremos. Ele foi amável, tranquilo, aceitou o que nós colocamos. Teve um pouco de resistência, o que eu gostei. Ele queria estar no grupo. Mas eu quero que ele faça o trabalho para que se torne o atleta que possa contribuir. Colocamos nutricionista, preparação física, departamento de ciência para que possamos fazer um trabalho crescente".

Salários em atraso

Maxi Lopez deixa o Vasco tendo ainda dois meses de salários a receber assim como o restante do elenco. As partes jurídicas agora tentarão formalizar algum acordo para resolver a questão.

Início cativante e 2019 frustrante

Maxi Lopez chegou no segundo semestre do ano passado com a missão de livrar o Vasco do rebaixamento e matou a responsabilidade no peito. Com gols e assistências, foi o grande destaque e peça fundamental para o Cruzmaltino permanecer na Série A, algo que o deixou prestigiado com a torcida.

Este ano, porém, o atacante teve problemas com a balança e uma queda de rendimento acentuada, o que se comprova nos números, deixando de ser uma unanimidade no clube.

O argentino deixa o Vasco com 38 partidas disputadas em 11 gols.

Leia mais sobre: Maxi López

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »