Maurício Copertino revela bastidores da preparação do Vasco para o clássico

O auxiliar do Vasco da Gama, Maurício Copertino, revelou os bastidores da preparação para o clássico contra o Flamengo.

O técnico de futebol Brasileiro foi muito bem representado nesse jogo contra o Flamengo.

O grande assunto da semana foi em torno do clássico Flamengo 4 x 4 Vasco. E não tinha como ser diferente, afinal, para muitos foi o melhor jogo do Campeonato Brasileiro 2019. Debates, análises e mais análises tentando esmiuçar o que aconteceu naquela quarta-feira, 13 de novembro, no Maracanã. Percebendo tamanha proporção, resolvi falar um pouco dos planos da nossa comissão técnica comandada pelo mestre Vanderlei Luxemburgo antes do jogo e contar um pouco mais do que antecedeu o duelo tatico contra o Flamengo.

Como sempre fazemos no inicio de cada semana na terça-feira dia 12/11, após a excelente vitória por 3x0 conquistada sobre o CSA, em Maceió. Iniciamos o planejamento tático, e para implementarmos qualquer tipo de modificação tática na equipe, tinhamos somente 1 período para o Vanderlei poder passar a idéia e o posicionamento para os atletas. Ao lado do técnico Vanderlei Luxemburgo, do auxiliar Ramon Menezes e do analista de desempenho Lucas Vergne, decidimos mexer na forma do Vasco da Gama jogar após assistirmos alguns jogos anteriores do adversário.

Ficou definido que Rossi e Marrony não jogariam aberto nas pontas, como de costume. A tarefa deles seria um posicionamento mais centralizado, com o objetivo de marcar Gerson e William Arão, para assim deixar a construção do jogo com os zagueiros Rodrigo Caio e Pablo Marí. Com Rossi e Marrony (que são nossos jogadores mais rápidos) sendo os responsáveis por colocar velocidade nas saídas em contra-ataque numa faixa mais central do campo, além disso,colocamos o Raul e Marcos Júnior na missão de conter os laterais Rafinha e Filipe Luís, que não exploram tanto o lado do campo e tentam construir o jogo por dentro para dar superioridade numérica no setor, na plataforma de jogo mudamos de 1X4x1x4x1 tiramos o centroavante Ribamar e colocamos o meia Guarín e mudamos nossa plataforma que vinhamos jogando quase o campeonato todo para fazermos 1x4x4x2, dessa maneira visualizamos que com essas duas linhas de 4 poderíamos anular as ações ofensivas da equipe do Flamengo, em determinados momentos do jogo estamos muito equilibrados defensivamente na partida com dois jogadores da 1* linha de 4 sobrando (Bocanegra e Ricardo Graça),pois o Flamengo joga sem referencia.

Com pouco tempo para colocar isso tudo em prática, a comissão técnica comandada pelo V. Luxemburgo, optou em fechar o treino para a imprensa, algo que desde que estamos no Vasco da Gama é um feito raro. Mas naquele momento, era necessário. Passamos tudo nos mínimos detalhes para os atletas e trabalhamos algumas situações de jogo no campo além da bola parada que o adversário tinha muitas jogadas ensaiadas e ainda a noite na concentração foi mostrado um vídeo para os atletas com todas as bolas paradas ofensivas do Flamengo, e também as bolas paradas defensivas para saber onde podriamos explorar suas fragilidades na qual o Vanderlei criou 3 ações ensaiadas mas que não conseguimos executar no jogo. Sem o entendimento, empenho e a dedicação dos jogadores, nada disso seria possível. E toda o conhecimento e experiências de Vanderlei Luxemburgo também foram cruciais para que o time tenha conseguido ter uma grande atuação e levado o Flamengo a sofrer quatro gols no ano pela primeira vez. O trabalho continua ainda temos 4 jogos para o fim da temporada e vamos estar sempre em busca do melhor para o Vasco da Gama.

"O treinador brasileiro tem que ser respeitado tanto quanto o treinador estrangeiro existem bons e péssimos profissionais em todas as áreas arquitetos, advogados, jornalistas, etc,etc...acho ótimo ter profissionais de outros países trabalhando no Brasil, esse confronto e muito salutar para nossa classe de treinadores, uma honra ter participado desse jogo ao lado desse "monstro" de treinador Vanderlei Luxemburgo, muito obrigado mestre".

Maurício Copertino

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »