Maurício Barbieri revela que indicou Thiago Galhardo a Zé Ricardo

O técnico Zé Ricardo reencontra o Flamengo e fará seu primeiro clássico com o amigo Maurício Barbieri neste sábado.

Já são dez jogos no comando do Flamengo e um aproveitamento de 63,3% até aqui. Aos poucos, Maurício Barbieri vai ganhando destaque no comando rubro-negro e se assegurando como treinador efetivo do clube, apesar da palavra não ser utilizada nem por ele e nem pela diretoria. Segurança no cargo é o discurso. E ele já passou por alguns desafios - como classificar o Fla na Libertadores - e agora terá mais um: seu primeiro clássico e diante do arquirrival, Vasco.

O caminho de Maurício se assemelha com o do treinador rival, Zé Ricardo. Em 2016, Zé foi trilhando passo a passo sua caminhada no Flamengo com muita desconfiança também. Entre críticas da torcida e discurso da busca de um novo comandante, ele ficou um ano a frente do Rubro-Negro. Barbieri traça o mesmo perfil, mas sonha com voos mais altos.

No comando do Flamengo, Zé Ricardo conquistou apenas o Campeonato Carioca. Maurício está em três grandes frentes para cravar de vez seu nome na história rubro-negra: Brasileiro, é líder. Libertadores,classificado e Copa do Brasil também. Mesmo ainda não sendo unanimidade ele mostra que pode seguir firme no cargo. Devagar, passo a passo, uma vitória sobre o arquirrival, em seu primeiro clássico, pode sacramentar de vez dias mais tranquilos no Fla.

E com início pelo Flamengo semelhantes, Barbieri e Zé Ricardo ciraram um vínculo, até de amizade, como revelou o treinador rubro-negro.

- A gente conversa muito. Ele é um grande amigo. Quando estava montando o time do Vasco me pediu indicação para algumas posições. Indiquei o Thiago Galhardo por eu ter sido o treinador dele no RedBull. Está dando muito certo... eu só não imaginava que teria de enfrentá-los como treinador - disse em entrevista ao Blog da Gabi Moreira, da ESPN.

Amigos, amigos, negócios a parte. Essa é máxima para o confronto de logo mais. Zé Ricardo precisa da vitória para aliviar uma pressão grande que se criou na equipe após eliminação na Libertadores e seguidas goleadas. Há mais de dez jogos, larga atrás no placar. O treinador do Vasco admite que a fase é ruim, mas vê do outro lado um treinador interino na mesma situação que estava há exatamente um ano. O clássico, definitivamente, vale mais que três pontos.

Leia mais sobre: Vasco x Flamengo, Zé Ricardo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »