Marta ainda rende publicidade ao Vasco 16 anos depois de sair do Clube

O Vasco da Gama vem sendo muito procurado pela mídia por ter sido o Clube onde Marta iniciou sua carreira no futebol.

Recordista de gols em edições de Copa do Mundo, com 17, Marta ainda rende publicidade ao Vasco mesmo 16 anos depois de ter deixado São Januário. Com a Copa do Mundo feminina em pauta, o Cruzmaltino foi procurado por diversos veículos de mídia nacionais e internacionais para que a Colina fosse palco de matérias e documentários sobre a trajetória da camisa 10 da seleção brasileira.

Recentemente, o Vasco acabou sendo um dos protagonistas de uma produção vinculada na China e receberá a visita de uma equipe dos Estados Unidos. Ambas com a intenção de mostrar onde a jogadora que foi a melhor do mundo em seis oportunidades começou, ainda aos 14 anos.

O próprio Cruzmaltino aproveitou as redes sociais para lembrar a ligação de Marta com o clube. Logo que ela balançou a rede na partida contra a Itália, na vitória por 1 a 0 na última rodada do da primeira fase do Mundial, o clube postou uma foto da jogadora com a hashtag "Raiz é ser Vasco".

Marta deu os primeiros passos no futebol no Vasco em 2000 e, teve uma passagem pelo Santa Cruz, de Minas Gerais, antes de ser vendida ao Umea Ik, da Suécia. De lá para cá, defendeu diversas camisas, como Santos, Los Angeles Sol (EUA), FC Gold Pride (EUA), Western New York Flash (EUA), Tyreso FF (SWE), FC Rosengard (SWE) e Orlando Pride (EUA).

Lembrada por Eurico Miranda

O Vasco foi convidado a participar do Campeonato Brasileiro feminino em 2017, porém, recusou o convite. A competição obedecia o ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e, à época, o Vasco disputaria a Série A2, uma espécie de Segunda Divisão. Presente à reunião, o então presidente do Cruzmaltino Eurico Miranda - que faleceu em março - considerou um desprestígio ao clube, ressaltando a importância que o Vasco tem para o futebol feminino ao lembrar que revelou Marta. Desta forma, a equipe da Colina não se fez presente ao torneio.

Neste ano, o Vasco teve o direito de participar e, desta vez, aceitou. Na Série A-2 do Brasileiro, acabou eliminado na primeira fase, após ficar na quinta colocação do Grupo 5. O desempenho abaixo do esperado tem como uma das razões o fato de a equipe ter perdido boa parte da base para outros clubes brasileiros diante da incógnita quanto à participação na competição nacional.

Agora, o foco está no Estadual da categoria adulto. No caso do Sub-18, há ainda o Brasileiro pela frente. Além dessas duas categorias, o Cruzmaltino ainda tem ainda o Sub-15.

Os treinos se dividem entre São Januário e o centro de treinamento que o Vasco tem em Duque de Caxias. Algumas das atletas que estão em idade escolar estudam no Colégio Vasco da Gama. Nenhuma delas é remunerada, recebem auxílio do clube em diversos quesitos.

Leia mais sobre: Futebol Feminino

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »