Luxemburgo analisa situação do Vasco e critica a CBF

Vanderlei Luxemburgo fez uma longa análise da situação atual do Vasco da Gama e falou sobre a situação envolvendo a CBF.

Técnico do Vasco, Vanderlei Luxemburgo fez uma longa análise da situação do Cruz-Maltino na temporada e no cenário nacional. O treinador fez questão de dizer durante participação no Seleção SporTV, nesta terça-feira, que é preciso ser honesto com o torcedor vascaíno.

– Vasco está desgastado, precisamos recuperar isso. É preciso se reestruturar. Empresa quebrada não vai receber dinheiro. O meu primeiro ato no Vasco foi abri-lo para a imprensa, para que vejam o Vasco. É preciso uma gestão profissional, direcionada. Patrocinador precisa e quer aparecer. É preciso buscar um parceiro, Vasco hoje tem um estádio ultrapassado, mas que pode se transformar em um arena. O torcedor do Vasco vai ter que entender que a equipe que eu tenho é essa – disse Luxemburgo, e seguiu:

– Eu fui bem prático e isso incomoda. Dizem que quero fugir da responsabilidade, mas é preciso falar a verdade. Vasco briga para se manter na primeira divisão. É a única proposta que existe.

– Ano que vem, aí sim poderemos pensar em algo melhor. É um processo de reconquista da equipe. De buscar credibilidade de mercado, de uma série de coisas. Eu falei para os meus jogadores que temos a obrigação de manter o Vasco na primeira divisão.

Críticas à CBF

Luxemburgo também falou sobre a situação envolvendo o Vasco e a CBF. A entidade brasileira conta com Talles Magno para jogos da seleção brasileira sub-17. Já o clube só pretende liberá-lo quando as datas se transformarem em Data Fifa. Recentemente, após imbróglio, o jovem de 16 anos foi liberado por determinação do STJD.

– Foi de uma falta de sensibilidade da CBF enorme. O clube precisa do jogador, está passando por dificuldades e a CBF vai lá e não libera o jogador para dois jogos que fizemos aqui. Faltou entender de futebol brasileiro. Falta algo na CBF. Não são do futebol. Magno vai jogar a Copa do Mundo da categoria de qualquer jeito porque é bom. Faz mais do que peço. Já me desobedeceu, chama a responsabilidade e gosto disso. Não podemos perder essa essência. Jogador hoje é profissional a partir dos 16 anos. Só pode ser liberado na Data Fifa. Existe um contra-senso. Por que tirar meu jogador se não é Data Fifa? É preciso fazer com que os torneios de base coincidam com as datas da Seleção principal – finalizou.

Leia mais sobre: Vanderlei Luxemburgo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »