Luxemburgo fala sobre Maxi, semana de treinos, reforços, e outros assuntos

O técnico Vanderlei Luxemburgo falou sobre vários assuntos em sua primeira entrevista no comando do Vasco da Gama.

Vanderlei Luxemburgo chegou e definiu sua primeira missão no Vasco: mudar completamente a cabeça dos jogadores. Na entrevista coletiva após a primeira semana de trabalho, o técnico bateu o tempo no todo na tecla de que, com ele, se inicia um novo momento.

- Para trás não me interessa. Não soma nada para mim. Eu vou trabalhando com eles daqui para frente. Isso é importante. Tem toda uma competição pela frente. Duas vitórias nesse campeonato mudam muita coisa. O passado recente do Vasco não é bonito, com três quedas. Mas o passado do Vasco é uma coisa muito bonita.

Daqui para a frente, quero trabalhar o futuro, buscando recuperar o passado do Vasco. É uma coisa para mostrar os jogadores, para entenderem o que é o Vasco, o que tem de grandeza. Se ficar preso aos últimos anos, não é uma coisa legal. Vamos olhar as coisas positivas que o Vasco conquistou - disse o treinador.

A maior preocupação de Luxemburgo é fazer com que os atletas foquem em um jogo de cada vez. Ele evitou estipular metas e ressaltou que o Campeonato Brasileiro está apenas no início. O primeiro desafio é contra o Avaí, no domingo, em São Januário.

- A meta é o jogo de domingo, que é uma decisão. Se não encararmos esse jogo como decisão, aí complicou. O Brasileiro é longo, e às vezes fica um pouco disperso. Você tem que incentivar o jogo e mostrar que cada jogo é uma decisão. Para nós, o jogo contra o Avaí é extremamente importante. Não posso fazer uma projeção.

Luxemburgo durante entrevista nesta sexta

Confira outros tópicos da coletiva de Luxemburgo:

Conversa com Maxi

- Jogador importante, que impõe respeito ao adversário. Conversei com ele sobre minha relação profissional. Profissionalismo o tempo todo. Ele sabe as metas que ele tem que fazer. Temos um tempo para que ele possa entender como eu quero ele. A forma como eu quero. Não tenha dúvida de que vai ser cobrado. Conversei da necessidade daquilo que preciso dele. É uma realidade nossa, interna, de ser uma conversa direta, olho no olho. Ele tem que saber o que representa.

Primeira semana de treinos

- Trabalhamos o futebol. Não tem muita ciência. Futebol é um só. Começamos a direcionar. Sabemos das nossas responsabilidades a partir de agora, o que temos de fazer. Prepará-los não só para esse jogo, mas temos toda uma competição pela frente. Vamos trabalhar a competição como um todo.

Mistério sobre o time

- Quando vocês saírem eu vou treinar (risos). Pista só se for essa de grama aqui (risos).

Reforços

- Eu vou jogar um jogo decisivo no domingo. Acha que vou falar de elenco? No meu entender, a resposta não cabe. Eu tenho jogo no domingo e quem vai jogar domingo são esses jogadores que estão aí.

Conversa com os jogadores

- A partir de agora, esses jogadores têm que entender o que é o Vasco, o porquê estão aqui. Eu quero um time brioso, aguerrido. Fazer de São Januário a nossa casa.

Leia mais sobre: Vanderlei Luxemburgo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »