Luxemburgo estreia no Vasco para recuperar imagem própria e do time

Vanderlei Luxemburgo faz sua estreia no comando do Vasco da Gama para recuperar sua imagem e a do time vascaíno.

No dia 27 de outubro de 2017, o técnico Vanderlei Luxemburgo dirigiu um time pela última vez. Após a derrota do Sport para o Junior Barranquilla (COL), o treinador foi demitido ainda no vestiário da Ilha do Retiro e viu suas qualidades serem colocadas em xeque por muitos. Quase um ano e sete meses depois do "exílio" forçado, ele voltou à ativa para comandar o Vasco, que encara hoje o Avaí, às 19h, em São Januário. Em comum com o treinador, o Cruz-maltino também busca recuperar o crédito perdido.

Com a penas um ponto ganho em toda a competição, a equipe é a última colocada da tabela do Brasileiro. O rival desta tarde, por sua vez, parece ter sido feito sob medida para uma retomada vascaína, já que os catarinenses ocupam a penúltima posição da competição, com a penas dois pontos conquistados.

Apresentado pelo Vasco no último dia 8, o treinador voltou com antigas tiradas, mas disse ter feito uma autocrítica durante este período distante das quatro linhas. Em seu primeiro pronunciamento, deixou claro que a união pode fazer com que os bons tempos voltem para clube e treinador.

"Minha proposta é vir para cá para trabalhar muito e recuperar a autoestima do clube. As pessoas colocaram como um desafio, mas é uma possibilidade muito boa para o Vasco e para mim", disse ele.

Os primeiros dias de Luxemburgo no clube mudaram a rotina do elenco. Os então esquecidos treinos integrais retornaram e as atividades físicas têm dado espaço para alguns momentos recreativos sob a batuta do preparador Antônio Mello, antigo parceiro do técnico que já levantou nada menos que cinco títulos do Brasileiro. O objetivo número 1 nestes primeiros dias foi o de levantar o moral de um grupo desacreditado e com a confiança em baixa.

"Para trás não me interessa, não soma nada para mim. Eu vou trabalhando com eles daqui para frente. Isso é importante. Tem toda uma competição pela frente. Duas vitórias nesse campeonato mudam muita coisa. O passado recente do Vasco não é bonito, com três quedas. Mas o passado do Vasco é uma coisa muito bonita", ressaltou o comandante.

Luxemburgo ao lado do seu auxiliar

O comandante vascaíno parece disposto a dar espaço aos mais experientes e mandar a campo uma versão mais "cascuda", já que o momento delicado exige uma dose extra de quilometragem. Assim, nomes como Maxi, Bruno César, Castán e Werley devem ser inicialmente aproveitados entre os titulares. Em momento de baixa, clube e treinador esperam reviver seus melhores dias.

Leia mais sobre: Vasco x Avaí, Vanderlei Luxemburgo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »