Luxemburgo elogia entrega da equipe contra o Palmeiras e revela bronca em Léo Gil

Vanderlei Luxemburgo elogiou a entrega da equipe contra o Palmeiras e revelou bronca em Leonardo Gil, por recusar a bola.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  26 de janeiro de 2021 às 23:53-  Atualizada em 26 de janeiro de 2021 às 23:55
Luxemburgo comandando o Vasco contra o Palmeiras (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco ficou no empate em 1 a 1 com o Palmeiras, nesta terça-feira (26/01), jogando no Allianz Parque. Ao final da partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo concedeu uma entrevista coletiva. O comandante vascaíno disse que o empate foi um bom resultado, mas pediu que os jogadores sentissem que poderiam vencer o jogo. Antes de finalizar Luxemburgo voltou a enaltecer o tamanho da história do Vasco e elogiou a equipe no jogo de hoje.

– O empate foi um bom resultado, mas gostaria que meus jogadores fossem para casa com o sentimento de que poderíamos ganhar. Poderíamos ter vencido. Gostaria que forçassem um pouco mais, queria que meus jogadores acreditassem na vitória, que poderíamos vencer o Palmeiras fora de casa. Estivemos muito mais próximos da vitória do que eles. Fizemos um bom jogo. Era só acreditar. É uma coisa que temos que mudar. Não podemos ter receio de agredir o adversário fora de casa. O Vasco é muito grande e tem que jogar. O resultado foi bom, mas acho que tem que sair com o sentimento de que dava para conseguir mais alguma coisa – analisou Luxemburgo.

Restando seis jogos até o final do Campeonato Brasileiro, Luxemburgo foi questionado sobre a regularidade que a equipe teve no jogo diante do Atlético-MG e diante do Palmeiras. O comandante ressaltou que não se consegue ter uma regularidade por 12 jogos, disse ainda que a equipe tem que conseguir jogar para conseguir os pontos necessários para a permanência do Vasco.

– Você não consegue ter regularidade com 12 jogos. Nós temos é que conseguir jogar e conseguir os pontos para manter o Vasco na primeira divisão. Eu acho que, se você pegar do meu primeiro jogo até hoje, nós já evoluímos demais. Temos um time jogando com qualidade, jogadores entrando em campo e correspondendo – disse o comandante.

Algo que muito evidente hoje no time é a troca de passes, saindo da defesa sem rifar a bola. Vanderlei Luxemburgo revelou ser um pedido seu, aos atletas que saiam trocando passes. O comandante disse ainda que falou com Fernando Miguel para não dar chutão e pediu para que o time jogasse para frente.

– É a confiança. Falei com Fernando Miguel que não precisa sair dando chutão. É uma característica que quero. Quem me conhece sabe que gosto que a minha equipe jogue futebol. Hoje dei um esporro no (Léo) Gil, que roubou a bola e tocou para trás. Quando a gente rouba a bola temos que jogar para frente – completou Vanderlei.

Fonte: Site Oficial do Vasco