Luxemburgo amarga sua pior sequência no Vasco

Após derrota para o Bahia, o técnico Vanderlei Luxemburgo amargou sua pior sequência no comando do Vasco da Gama.

Desde que Vanderlei Luxemburgo estreou, no dia 19 de maio, no empate em 1 a 1 com o Avaí, em São Januário, foram outros 13 jogos à frente do Vasco. E, sábado, após perder para o Bahia, em casa, por 2 a 0, o técnico amargou sua pior sequência, em termos de resultado. Já são duas derrotas seguidas, sem sequer marcar gols. Antes, perdera para o Cruzeiro, por 1 a 0.

Sob o comando do treinador, o time tem média de 1,36 ponto por partida. São cinco vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Além dos últimos dois jogos, os comandados de Luxemburgo só haviam passado sem estufar as redes no 1 a 0 para o Botafogo, no Nilton Santos, e no 0 a 0 com o CSA, em Cariacica.

Um dos mais experientes do elenco de São Januário, Leandro Castan fez uma análise realista, nesta segunda-feira, sobre o Vasco, que no sábado visita a Chapecoense:

- Contra times que atacam, nosso jogo encaixa mais, eles dão mais espaços. Ainda precisamos melhorar. Temos o segundo turno inteiro para isso. É difícil falar o que acontece. Como jogador, temos de trabalhar. Hoje está todo mundo querendo treinar com bola, porque essa é a única coisa a fazer. Nosso time entrou empolgado para tentar a vitória. Nosso jogo não encaixou - contou o zagueiro.

Hoje, o Vasco está a cinco pontos da zona do rebaixamento e a seis do G10. E Castan também falou sobre qual a disputa do time em 2019:

- Nunca prometemos chegar na Libertadores. Nossa briga é lá embaixo e vamos brigar até o fim. Mas temos certeza que vamos brigar até o fim do ano - continuou o capitão cruz-maltino.

O camisa 5 ressalta que o time vem oscilando no torneio:

- Era para estarmos melhores na tabela, mais confortáveis. Infelizmente nossa realidade ainda é essa. Nosso início de campeonato foi muito ruim. Hoje ainda vencendo São Paulo, Fluminense, Goiás, ainda sofremos. Jogamos muito mal.

Para o jogo na Arena Condá, Castan está otimista com o retorno de Talles Magno, que está com a seleção sub-17 e foi desfalque no sábado:

- Ganha muito. No momento que vivemos, todo mundo é fundamental. O Talles entrou, segurou a camisa e tem sido um dos melhores em campo. A alegria dele de jogar ajuda. Não temos de enche-lo de responsabilidade, tem só 17 anos.

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Vasco

Jogos do Vasco sob o comando de Luxemburgo:

Vasco 0 x 2 Bahia
Cruzeiro 1 x 0 Vasco
Vasco 2 x 0 São Paulo
Vasco 1 x 4 Flamengo
Goiás 0 x 1 Vasco
Vasco 0 x 0 CSA
Palmeiras 1 x 1 Vasco
Vasco 2 x 1 Fluminense
Grêmio 2 x 1 Vasco
Vasco 1 x 0 Ceará
Vasco 2 x 1 Inter
Botafogo 1 x 0 Vasco
Fortaleza 1 x 1 Vasco
Vasco 1 x 1 Avaí

Leia mais sobre: Vanderlei Luxemburgo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »