Lucão agarra oportunidade e vira sombra de Fernando Miguel no Vasco

Aos 19 anos, o goleiro Lucão substituiu Fernando Miguel nas últimas partida pelo Vasco da Gama e se destacou.

Avatar
Por França Fernandes
-  28 de novembro de 2020 às 10:19-  Atualizada em 28 de novembro de 2020 às 10:19
Lucão em ação em São Paulo 1 x 1 Vasco pelo Brasileirão

Passagens por todas as seleções brasileiras de base, do sub-15 aos sub-23, campeão sul-americano sub-17 e do tradicional Torneio de Toulon sub-23. O pesado currículo, aos 19 anos, trouxe o rótulo de promessa ao goleiro Lucão. Faltava, porém, uma esperada sequência no profissional do Vasco, algo que acontece neste momento. O jovem, tal qual sua função embaixo das traves, agarrou sem deixá-la escapar.

O goleiro prodígio substituiu o experiente Fernando Miguel, de 35 anos, nas partidas contra o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, e diante do Defensa y Justicia (ARG), pela Copa Sul-Americana, e em ambas foi apontado como um dos principais destaques da equipe.

Ainda considerado titular da posição, Miguel se encontra em quarentena recuperando-se da Covid-19, mas diante das boas atuações do jovem, seu “reinado” já começa a ser ameaçado.

Para o zagueiro e capitão do time, Leandro Castan, Lucão será, em breve, um dos melhores goleiros do Brasil.

“O Lucão é um grande garoto, com certeza tem todo um futuro pela frente. O Vasco está revelando um goleiro que, com certeza, será um dos melhores do Brasil”, cravou o defensor à Conmebol TV, após o empate com o Defensa y Justicia.

Disputa sadia com Fernando Miguel

Embora estejam disputando posição, Lucão e Fernando Miguel são grandes amigos no dia a dia. O jovem ressaltou a experiência que costuma absorver nos treinamentos e jogos, e revelou que o companheiro lhe mandou uma mensagem antes da partida contra o São Paulo, no Morumbi.

“O Fernando Miguel é muito companheiro, inclusive, antes do jogo, ele me mandou uma mensagem de apoio. É um cara que trabalha muito, acho que eu consigo também levar isso para dentro de campo, estar sempre focado, creio que essa seja uma das maiores virtudes dele. Consigo acompanhar muito ele tanto no treino, como no jogo. Então, isso é muito importante, estou sempre pegando alguma coisa, seja questão de passe, comunicação ou até posicionamento. Por ele ser um goleiro muito experiente e ser um dos nossos capitães, ele é muito respeitado por todo o grupo”, destacou Lucão ao site oficial do Vasco.

Se tornou goleiro mais jovem a atuar pelo Vasco

Antes destes dois jogos da atual sequência, Lucão já havia estreado como profissional em fevereiro, contra o Botafogo, ainda pelo Campeonato Carioca. Na ocasião, aos 18 anos, se tornou o goleiro mais jovem a atuar profissionalmente pelo Vasco, superando seu ídolo Hélton, que fez história com a camisa cruz-maltina e tinha 21 anos quando defendeu o time principal do clube pela primeira vez.

“O que eu consegui acompanhar [ex-goleiros do Vasco] um pouco mais de perto foi o Hélton, inclusive, esse ano consegui bater o recorde de goleiro mais novo a atuar com a camisa do Vasco, superando ele. Então, consegui ter uma certa proximidade, ele sempre foi uma referência para mim”, disse.

Engajado em causas raciais

A morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro morto por seguranças do supermercado Carrefour, em Porto Alegre (RS), não passou impune pelo jovem. Nas redes sociais da empresa, ele fez críticas à nota oficial postada e, em entrevista ao “O Globo”, justificou sua atitude:

“Esse caso mexeu comigo de uma forma gigante porque ele era da minha cor. Poderia ser eu. Isso é o que mais pesa, poderia ser minha mãe, meus irmãos. Eu vejo esse caso e penso logo na minha família”, analisou.

Continuará como titular?

O próximo jogo do Vasco será na segunda-feira (30), contra o Ceará, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro, mas a continuidade de Lucão no gol ainda não está definida. Os jogadores passarão por novos exames de Covid-19, e Fernando Miguel saberá se será liberado para voltar. Ele contraiu o coronavírus antes do duelo com o São Paulo, no domingo passado (22).

Fonte: Uol

Leia Mais Sobre