Leven Siano quebra silêncio após decisão judicial e exalta o projeto Somamos

Leven Siano, ex-candidato à presidência do Vasco, divulgou o primeiro áudio após o julgamento que tornou Jorge Salgado presidente do Clube.

Avatar
Por Tauan Montalvão
-  22 de dezembro de 2020 às 08:55-  Atualizada em 22 de dezembro de 2020 às 11:26
Leven Siano, ex-candidato à presidência do Vasco
Leven Siano, ex-candidato à presidência do Vasco (Foto: Marcelo Baltar)
data-full-width-responsive="true"

O advogado marítimo Luiz Roberto Leven Siano, que disputou a presidência do Vasco da Gama, quebrou o silêncio após a decisão judicial do dia 17 de novembro.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou recurso do então candidato que buscava validar o pleito presencial de 7 de novembro e consequentemente validou a eleição do dia 14, vencida por Jorge Salgado.

Após entrevista de Vitor Roma, membro da Mais Vasco, Leven Siano divulgou um áudio, que foi reproduzido no canal Na Torcida Vascaíno, no Youtube.

– O Vasco não tem garantias nem como estruturá-las, isso é velho, todo mundo mundo já sabe disso, Campello sabe e todos os outros sabem, o que diferencia é essa situação desse Vasco aí que não tem como estruturar garantias do Vasco projetado pelo projeto Somamos é justamente porque o projeto Somamos é acompanhado de um business plan e uma modelagem matemática financeira que provou a impactação e repaginação da marca sendo capaz de criar capacidade de pagamento que o Clube não tem hoje, e com isso se estruturou a garantia para tal e que ainda não houvesse seria dada pelos parceiros que estavam vindo dispostos para isso e que seria possível construir o projeto Somamos.

Em outro áudio, o ex-candidato falou sobre credibilidade no futebol brasileiro e criticou os problemas eleitorais do Clube. Por fim, Leven Siano exaltou o projeto Somamos, dizendo que seria capaz de fazer um Vasco diferente, porém, o Gigante continuará com os mesmos problemas de sempre.

– Além disso uma outra variável que seria essencial no Somamos é a presença de uma governança que seria executada por executivos profissionais remunerados, isso também credibiliza a instituição de maneira a fazer com que investidores tenham mais confiança porque hoje existe uma crise de credibilidade no futebol brasileiro como um todo e especialmente no Vasco, quanto mais com essa balbúrdia política que fazem questão de criar, de não aceitar sequer a segurança jurídica e instabilidade se construir, condutas compatíveis com as regras estatutárias do próprio Clube. Enfim, teríamos um outro Vasco com gente capaz, dedicado e hoje teremos isso aí de sempre.

Leven Siano teria direito a recorrer da decisão judicial proferida no dia 17 deste mês, mas garantiu que não entrará na Justiça novamente pois isso prejudicaria ainda mais o Vasco da Gama.

Leia Mais Sobre