Leven Siano e Julio Brant falam sobre ações do Vasco em prol da causa LGBTQIA+

Leven Siano e Julio Brant se manifestaram nas redes sociais sobre as ações do Vasco da Gama em apoio à causa LGBTQIA+.

Respectivamente, Julio Brant e Leven Siano
Respectivamente, Julio Brant e Leven Siano

As ações do Vasco da Gama em prol da causa LGBTQIA+ lançadas neste domingo (27), um dia antes do Dia do Orgulho Gay, repercutiram entre membros da política do Clube.

Dois dos mais conhecidos, Leven Siano e Julio Brant, utilizaram suas redes sociais para se posicionarem sobre o movimento, que gerou debates entre os torcedores, claro, com muitas polêmicas e ofensas, infelizmente.

Leven Siano relembrou seu projeto para gerir o Clube, que se baseia nas origens cristãs, citando os símbolos oficiais e a Capela de Nossa Senhora das Vitórias, sediada em São Januário. O ex-candidato citou a diferença do manifesto atual em relação à luta contra o racismo, na qual o Cruzmaltino foi pioneiro.

Ressalto que não tenho qualquer preconceito de qualquer natureza, mas diferente de quando nosso clube se posicionou contra o racismo e o preconceito social, não houve um fato relacionado diretamente ao clube, seus atletas, sócios ou torcedores que pudesse ter força para nos fazer posicionar em favor da causa LGBT.

Leven Siano

Publicação de Leven Siano

O SOMAMOS fez um esforço para dignificar valores institucionais do clube como uma das forças para implementar uma estratégia SO de reestruturação na análise SWOT que o Projeto se baseia. Um desses valores é a origem cristã do clube, ao homenagear o navegador da última cruzada.

O uniforme do clube é carregado de forte simbolismo, com a Cruz de Cristo iluminando o trajeto da Europa em busca das Indias no sentido de dar luz, ou seja, conhecimento e fé para os povos do Oriente. No nosso estádio preservamos a Capela de Nossa Senhora das Vitórias.

Ressalto que não tenho qualquer preconceito de qualquer natureza, mas diferente de quando nosso clube se posicionou contra o racismo e o preconceito social, não houve um fato relacionado diretamente ao clube, seus atletas, sócios ou torcedores que pudesse ter força para nos fazer posicionar em favor da causa LGBT.

Sou da opinião que tal posicionamento deveria ter sido objeto de debate democrático com os associados e torcedores e nunca uma decisão de diretoria, até porque essa origem cristã dos nossos símbolos pode significar para muitos torcedores e associados algum tipo de conflito moral com a defesa pública desta causa, sem embargo de que qualquer ser humano mereça respeito e consideração seja qual for sua raça, crença, gênero e orientação sexual e que todos são bem-vindos a torcer pelo VASCO.

Vale também dizer que este novo simbolismo público me parece muito mais panfletagem descontextualizada que uma verdadeira defesa de uma pauta sincera de inclusão social, quando ocorre ao mesmo tempo demissão em massa de funcionários, encerramento das atividades esportivas olímpicas e paralímpicas e o elitismo da mudança de sede, deixando o bairro Vasco da Gama e as comunidades do entorno do nosso estádio, como a Barreira. Fica a reflexão.

Julio Brant

Líder do grupo Sempre Vasco, Julio Brant não foi incisivo em sua colocação, falando genericamente sobre respeito à diversidade, se mostrando mais preocupado com o jogo contra o Brusque.

Muitos me perguntaram sobre minha posição em relação à ação do clube. Toda ação afirmativa de respeito à diversidade é o caminho pra construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Essa é a história do Vasco. E que venha a vitória hoje!

Julio Brant

Quem mais gerou polêmica foi o capitão do time, Leandro Castan, que ao publicar um extenso texto bíblico, indicou não apoiar o movimento do Gigante da Colina. O Clube emitiu nota reafirmando a luta e manifestando respeito às posições individuais dos atletas.

8 comentários
  • elson - 28 de junho de 2021

    Salgado procura solucionar o problema do time porra.
    Em vez de ficar gastando dinheiro atoa sujando a camisa do time tu é boiola também é caralho?.

    Responder
  • Jhon+Bastos - 28 de junho de 2021

    É pô isso que sempre apóie o leven siano ele é a esperança para o Vascão. Acho que essa questão de sexualidade tem que ficar fora da política do Vasco. Deixa os donos da causa correrem atrás dos direitos deles.. parabéns futuro presidente leven siano

    Responder
  • Sam elvis - 28 de junho de 2021

    Um absurdo apoiar uma nojeira de lgbtqia, é o cúmulo da nojeira apoiar os filhos do capeta e eles são adoradores de satanás. Um nojo. Essa camisa não quero nem de graça. Muito triste acontecer isso com meu time.

    Responder
  • Edivaldo Galvão de Queiroz - 28 de junho de 2021

    Esses merdas que se dizem dirigentes deviam se preocupar era com a porcaria desse time fraco, não com esse tipo de coisa que não tem nada a ver com futebol. Religião, politica e opção sexual não tem nada a ver com futebol, na verdade querem desviar o foco do time vergonhoso que esses presidentes e diretores montam todo ano. Vão continuar afundando o clube até quando mesmo seus incopetentes?

    Responder
  • Luiz Souza Bizzi - 28 de junho de 2021

    Decepcionado com essa posição do Leven, desse outro não se pode esperar nada…o Vasco não é um clube qualquer, as tradições do Vasco está é estará sempre ligado ao rompimento dos preconceitos existentes!!!

    Responder
  • Jorge Novaes - 28 de junho de 2021

    Salgado além de incompetente está se declarando boiola. Um absurdo alterar a camisa do clube. Qualquer dia vai colocar a faixa preto e vermelho. Fora FDP.

    Responder
  • V - 28 de junho de 2021

    Leven Siano deve ser o nosso Presidente. Possivelmente, resgatará o orgulho vascaíno. Não se mete nestas questões de menor importância, preocupa-se com nossas origens e com o retorno do Vasco a pelejar entre os maiores clubes brasileiros. Fora sagado!

    Responder
    • Jorge Novaes - 28 de junho de 2021

      Salgado além de incompetente está se declarando boiola. Um absurdo alterar a camisa do clube. Qualquer dia vai colocar a faixa preto e vermelho. Eleição já.

Deixe sua opinião

Últimas notícias
1 de dezembro de 2021
Paiffer explica importância de pesquisa com torcedores e afirma que não sugeriu SAF

Com reunião nesta quinta (02) com a diretoria, Carol Paiffer se manifestou nesta quarta (01) sobre assuntos relacionados ao Vasco da Gama.

Andrey se despede do Vasco: ‘Aqui sempre vai existir um coração vascaíno’

Na despedida do Vasco da Gama, o volante Andrey publicou um emocionado texto de despedida citando a trajetória e agradecendo.

Números de Michel, Ernando e Walber pelo Vasco

Confira os números de Michel, Ernando e Walber, que estão oficialmente fora do Vasco da Gama para a próxima temporada.

Gilmar Ferreira afirma que Zé Ricardo está apalavrado com o Vasco

Grande favorito para assumir o Vasco da Gama, o técnico Zé Ricardo ainda não resolveu todas as pendências com o Qatar SC, seu ex-clube.

Fora do Vasco, Andrey analisa proposta de clubes da Série A e do exterior

Depois de oficializada a saída do Vasco da Gama, o volante Andrey agora busca um novo destino, o que ainda está em aberto.

Vasco confirma saídas de Ernando, Michel e Walber

O Vasco da Gama confirmou nesta quarta-feira que Michel e dos zagueiros Ernando e Walber não seguiram no Clube.

Andrey deixa o Vasco após 17 anos

Formado na base, o volante Andrey, que está em São Januário desde 2004, deixou o Vasco da Gama depois de 17 anos.

Vasco vence o Karanba por 1 x 0 pelo Carioca Feminino Sub-18

As meninas do Vasco da Gama venceram o Karanba por 1×0, no Estádio Nivaldo Pereira, pela terceira rodada do Carioca Feminino Sub-18.

Vasco encerra negociações com Ricardo Gomes

O Vasco da Gama encerrou as negociações com Ricardo Gomes, que seria contratado para o cargo de CEO de futebol.

Dispensado pelo Vasco, Michel se reapresentará ao Grêmio

O volante Michel se reapresentará ao Grêmio após passagem apagada pelo Vasco da Gama na Série B do Campeonato Brasileiro.

Veja mais notícias