Léo Matos fala sobre lance de pênalti e revela pedido de Luxemburgo

Léo Matos não concordou com a marcação de pênalti, mas se redime e se destacou na vitória do Vasco da Gama contra o Atlético-MG.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  23 de janeiro de 2021 às 23:39-  Atualizada em 23 de janeiro de 2021 às 23:39
Léo Matos durante o jogo contra o Atlético-MG (Foto: André Durão)

Figura crucial no jogo com uma assistência para Cano e cruzamento para o gol de Pikachu, Léo Matos se redimiu no jogo após cometer pênalti infantil nos minutos iniciais. Ele, aliás, não concordou com a marcação do árbitro e nem com o cartão amarelo, o oitavo dele na competição.

Questionado como se recuperou psicologicamente após o começo ruim, atribuiu à experiência. Sobre a participação decisiva no setor ofensivo, afirmou que Vanderlei Luxemburgo pede que treinem cruzamentos após o fim dos treinamentos semanais.

– Mentalmente vem pela questão da experiência, em abril vou fazer 35 anos, a gente consegue absorver isso no jogo. Sobre o pênalti, infelizmente a bola bateu na minha mão, mas depende um pouco da interpretação, e já vi arbitro não dar pênalti em lances parecidos. Conversei com ele, disse que o braço estava colado no corpo. Não concordo com o cartão amarelo, não foi minha intenção, a bola bateu na minha mão. Os dois passes são o que a gente vem trabalhando todo dia. Eu, Cano e os dois outros laterais. Depois dos treinamentos, Vanderlei pede para fazermos cruzamentos, e a gente vem aprimorando essas jogadas.

Fonte: Globo Esporte