Lenon e Júlio César acionam o Vasco na Justiça

Ex-jogadores do Vasco da Gama, Lenon e Julio César acionaram o Clube na Justiça, cobrando verbas trabalhistas não pagas.

JULIO CESAR

Julio Cesar defendeu o Vasco entre os anos de 2015 e 2016. O lateral-esquerdo acionou o Vasco no TRT-1 durante o último recesso do judiciário, cobrando R$ 562.786,71 - o clube ainda não foi notificado e terá o período para se defender nos autos.

Pelos documentos obtidos pela reportagem, este valor é referente a diferença em direito de arena (R$ 232.196,69), gratificações com reflexos em descanso semanal remunerado, 13º salário, férias com terço constitucional e FGTS (R$ 214.862,97) e descanso semanal sobre folgas não concedidas (R$ 115.727,04).

O caso foi sorteado para a 65ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, do comando da juíza Adriana Freitas de Aguiar, que já marcou a primeira audiência das partes para o dia 2 de junho deste ano.

LENON

Lenon defendeu o Vasco em 2018. O lateral-direito acionou o Vasco no TRT-1 também durante o último recesso do judiciário, cobrando R$ 156.766,65 - o clube ainda não foi notificado e terá o período para se defender nos autos.

Pelos documentos obtidos pela reportagem, este valor é referente a salário de dezembro de 2018 (R$ 40 mil), verbas rescisórias (R$ 54.366,65), sete meses de FGTS não depositados (R$ 22,4 mil) e multa pelo artigo 477 da CLT (R$ 40 mil).

O caso foi sorteado para a 36ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, do comando do juiz José Monteiro Lopes, que já marcou a primeira audiência das partes para o próximo dia 5 de maio.

Leia mais sobre: Júlio César, Lenon

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »