Jovens mortos em acidente no Rio eram vascaínos e mãe pede homenagem

Ana Paula Silva Souza, mãe de Guilherme e Juan Carlos, que morreram em acidente no Rio, revela paixão dos filhos pelo Vasco.

Os corpos dos cinco jovens que morreram em um acidente de carro na Zona Norte do Rio na Linha Amarela, na madrugada deste domingo (8), foram enterrados no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste, na tarde desta segunda (9).

As vítimas:

Thaissa Castro, de 21 anos;

Alex Moraes, de 20 anos, o motorista;

Ítalo Ribeiro, de 21 anos;

Juan Carlos Moreira, de 24 anos;

Guilherme Moreira, de 20 anos.

Sob forte emoção, o primeiro velório foi o de Thaissa Castro. No final da manhã, o corpo da estudante de Educação Física chegou ao cemitério para a cerimônia de despedida.

Muito emocionada, a avó de Thaissa gritava: "Tatá, Tatazinha.... a minha neta me escuta". O corpo da jovem foi enterrado às 15h30.

Os irmãos Guilherme Moreira e Juan Carlos foram enterrados às 16h45. Não houve velório.

Quinze minutos depois, também foi enterrado o corpo do motorista Alex Moraes.

O último enterro, às 17h40, foi o de Ítalo Ribeiro.

Carro bateu contra muro

O acidente foi por volta das 6h na Saída 2 da Linha Amarela. O carro com oito jovens havia saído de uma festa na Barra da Tijuca e seguiria para o Méier, mas bateu contra um muro na Rua Ramiro Magalhães.

Os outros três passageiros saíram feridos e foram levados para o Hospital Salgado Filho, no Méier, e receberam alta ainda pela manhã.

Mãe se despede de filhos

Ana Paula Silva Souza perdeu os filhos Guilherme e Juan Carlos no acidente. Segurando a camisa de ambos – torcedores do Vasco da Gama –, ela disse que a única homenagem que poderia fazer era revelar para os jogadores do Vasco a paixão dos filhos pelo clube.

A mulher afirmou que gostaria que os jogadores soubessem que os rapazes eram sócios-torcedores e que faziam "tudo pelo time."

"Meus filhos são vascaínos desde sempre. Eles viviam pelo Vasco. Era a paixão da vida dos meus dois filhos. Eu só queria que os jogadores do Vasco, que as pessoas do Vasco, soubessem. É a única homenagem que eu posso fazer aos meus filhos", disse ela.

Homenagem nas redes sociais

Amigos e familiares dos cinco jovens mortos usaram as redes sociais para homenagear as vítimas.

Tamires Carneiro, de 20 anos, foi uma das sobreviventes do desastre. A jovem namorava Guilherme Moreira, de 20 anos, que morreu no acidente. Em uma rede social, ela publicou uma foto em que falava sobre os sonhos do casal de casar e de ter filhos.

"A gente sonhava em se casar, ter filhos e ter a nossa vida a dois, mas a vida te tirou de mim de uma forma tão cruel, eu vou sempre te amar e pensar em você", escreveu.

No cemitério, ela fez uma declaração pedindo que as pessoas não dirijam bêbadas.

"Gente, a dor é horrível. Bebeu, pede um Uber. Não tem dinheiro, fica em casa. Se eu pudesse, eu ficava em casa só pra ter o Guilherme de volta", afirmou a jovem, muito emocionada.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »