Jornalista diz que Vasco deve 1 mês a jogadores, 2 a funcionários e 1 parcela do acordo

O Vasco da Gama está em atraso com jogadores e funcionários, sendo que a próxima folha vencerá no próximo dia 20.

Avatar
Por Willams Meneses
-  15 de outubro de 2020 às 11:54-  Atualizada em 15 de outubro de 2020 às 20:11
Alexandre Campello
Alexandre Campello (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
data-full-width-responsive="true"

É uma realidade presente no Vasco da Gama os constantes atrasos salariais. A situação havia sido amenizada recentemente graças ao acordo com o elenco que repactuou as vencimentos em atraso, mas voltou a se complicar.

Foi divulgado na última quarta-feira (14) que o Vasco está em atraso com jogadores e funcionários, incluindo o atraso no pagamento do acordo feito com o elenco. O jornalista Lucas Pedrosa, da Band, após pedidos de vascaínos, explicou a situação.

Ele destacou que existe um acordo vigente no Vasco há um bom tempo onde ficou certo que o pagamento de salário é até o dia 20 do mês, contrariando a Lei que prevê pagamento até o quinto dia útil. Por isso, segundo o acordado, a próxima folha venceu daqui a cinco dias.

Por enquanto, o Vasco está devendo dois meses aos funcionários e um aos jogadores, além de um mês do acordo com o elenco. Se fosse considerar pela Lei, seriam três para colaboradores e dois para atletas, mas, como dito, no Vasco não funciona da mesma forma. Ficará assim se não houver pagamento até o dia 20.

Lucas Pedrosa contou também entrou em contato com funcionários do Vasco, que trabalham em São Januário e nas outras sedes. Segundo ele, todos estão cientes do acordo, mas não estão satisfeitos porque esperam um posicionamento mais claro da diretoria sobre a situação.

Clique e confira a sequência de tweets do jornalista

Sobre o problema dos salários, o presidente Alexandre Campello disse, em entrevista ao canal Machão da Gama, no Youtube, que a expectativa é pagar pelo menos uma folha para funcionários e jogadores até terça-feira (20), junto com uma parcela do acordo com o elenco.