Jornalista diz que novo São Januário deveria ser prioridade do Vasco

O jornalista Bruno Marinho afirmou que um novo São Januário deveria ser prioridade do Vasco da Gama, apesar dos problemas.

Entendo a questão do mando de campo do Vasco como complexa. O clube precisa de dinheiro a curto prazo, mas perde competitividade fora de São Januário, o que pode culminar num rebaixamento, que seria uma bomba atômica na vida financeira do clube. 

Quando o rival é o Flamengo, pior ainda. Desde que o clube assumiu a gestão do Maracanã, o Vasco se recusa a mandar seus jogos lá. Em São Januário, ganha-se na parte técnica, mas perde-se dinheiro - contra o Flu, teve 19 mil pagantes e receita líquida de R$ 290 mil.

Para completar, existe o risco de os problemas ocorridos em São Januário na última vez que o estádio recebeu o clássico se repitam. Por causa do episódio, o time perdeu seis mandos. Uma opção: mandar o jogo com torcida única ciente da reciprocidade quando visitante.

Não adianta quebrar muito a cabeça. Para conciliar receita com parte técnica, o Vasco precisa de São Januário novo. Para ontem. Ainda que o clube tenha um milhão de problemas para resolver, uma nova Colina deveria ser prioridade. Abrirá muito mais portas do que fechará.

Leia mais sobre: São Januário

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »