Jorginho pede na Justiça bloqueio milionário em contas do Vasco

O técnico Jorginho pediu o bloqueio de R$ 1.667.591,68 nas contas do Vasco da Gama, após descumprimento de acordo.

O técnico Jorginho, que deixou o Vasco no segundo semestre de 2018, pediu o bloqueio de R$ 1.667.591,68 das contas do clube. O treinador, na segunda-feira, comunicou ao juízo da 5ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1) que o Cruz-Maltino havia deixado de cumprir o acordo então existente entre as partes, argumentando o pedido da execução.

Este valor é referente ao vencimento antecipado das parcelas, mais multa. A juíza Lívia dos Santos Vardiero, titular da respectiva vara, deu 48 horas para o Vasco comprovar que cumpriu acordo, feito em outubro de 2018. Passado este prazo, sem comprovação, o montante será executado nas contas do Cruz-Maltino. Como a decisão foi dada na terça-feira e a semana tem feriado, o prazo termina na sexta.

Jorginho deixou o Vasco na segunda passagem no ano passado após dez jogos - foram quatro vitórias, um empate e cinco derrotas, sendo nenhum ponto conquistado como visitante. A primeira passagem do treinador por São Januário havia ocorrido do segundo semestre de 2015 até o fim de 2016.

Jorginho cobra dívida do Vasco

Leia mais sobre: Jorginho

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »