Há 20 anos, vascaínos invadiam ruas do Rio comemorando a Libertadores

O elenco do Vasco da Gama, acompanhado da torcida, invadiu as ruas do Rio de Janeiro comemorando a Libertadores.

Foi uma festa pelas ruas. Após chegar do Equador com a Taça Libertadores da América nas mãos, há exatos 20 anos, o time do Vasco circulou pelo Rio em uma carreata que arrastou seus torcedores. O "trio elétrico" cruzmaltino saiu do Aeroporto Internacional do Rio, por volta das 11h30, foi até a Zona Sul e chegou à sede do time, em São Januário, às 15h10. No trajeto, a carreata passou em frente à sede do Flamengo, na Gávea, o que gerou uma certa tensão. Segundo a reportagem do GLOBO na época, alguns vascaínos que seguiam o cortejo de carro deram voltas em torno do clube rubro-negro buzinando muito e agitando suas bandeiras, mas não houve violência.

Na véspera, diante de 82 mil pessoas no Estádio Monumental de Guayaquil, o Vasco do treinador Antonio Lopes tinha vencido o Barcelona de Guayaquil por 2 a 1, com gols de Luizão e Donizete. O resultado garantiu à equipe carioca seu primeiro, e até hoje único, título da Libertadores da América. Para chegar à final, o time derrotara o Cruzeiro, o Grêmio e até mesmo o River Plate, da Argentina, que estava em ótima fase. Na decisão, o Vasco venceu o Barcelona no Rio por 2 a 0 e viajou ao Equador como favorito. O resultado de 2 a 1 fora de casa mostrou a superioridade do clube carioca.

Quando o elenco voltou ao Rio naquela quinta-feira, centenas de torcedores esperavam no saguão do aeroporto, gritando "Casaca!", puxando músicas que enalteciam o clube e outras que ridicularizavam o rival Flamengo. "Quem levou um susto foi o italiano Cario Cassiano, que ia embarcar, mas estava vestido com uma camisa do Flamengo e teve de sair correndo para não ser agredido", contou o repórter Claudio Nogueira em sua matéria sobre aquele dia. A carreata passou pelo Centro do Rio e por vários bairros da Zona Sul, como Botafogo, Lagoa e Copacabana, antes de rumar para a Zona Norte, por onde o time ganhou aplausos de apoiadores na Tijuca, em Vila Isabel e, finalmente, ao chegar na sede, em São Januário.

Elenco passa em frente à sede do Flamengo

Elenco exibe a taça

Leia mais sobre: Libertadores

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »