Guarín tem futuro indefinido e prioriza Brasil, EUA ou Argentina

O atacante Fredy Guarín tem contrato com o Vasco da Gama até o fim do ano e prioriza o Brasil, Estados Unidos ou Argentina.

Tem passado rápido. Com um contrato firmado de apenas três meses, Fredy Guarín, a princípio, só tem mais um a cumprir pelo Vasco até o término do Campeonato Brasileiro. Com um gol e sete partidas disputadas, o colombiano ainda está com seu 2020 indefinido, apesar do desejo de atuar no futebol dos Estados Unidos e de ter recebido uma sondagem do Inter Miami (EUA), time do ex-jogador e astro inglês David Beckham.

A vontade de disputar a Major League Soccer (MLS) faz parte de um projeto de vida idealizado com a família de morar no país norte-americano. O Cruzmaltino, porém, pretende ainda estender seu contrato e conversas deverão acontecer neste sentido antes do encerramento do vínculo contratual, que será dia 31 de dezembro.

Além de cogitar a MLS, Guarín desperta o interesse de clubes colombianos. Segundo a imprensa local, o Millonarios e o Junior Barranquilla seriam as equipes interessadas.

O UOL Esporte, porém, apurou que, no momento, o volante não tem vontade de regressar ao seu país de origem e está priorizando Estados Unidos, Brasil ou Argentina - onde já defendeu o Boca Juniors.

Luxa tem o preservado

Em conjunto com a fisiologia e preparação física, o técnico Vanderlei Luxemburgo tem preservado Guarín em alguns momentos, como no último domingo (10), quando iniciou a partida no banco de reservas na vitória sobre o CSA por 3 a 0.

Com um longo tempo de inatividade - seu último jogo antes de se transferir para o Cruzmaltino havia sido no início de julho - ele ainda busca ritmo de jogo e forma física ideal.

Guarín tem futuro indefinido

Encanto pelo Rio

Um dos trunfos da diretoria vascaína para tentar manter Guarín por mais um tempo no clube está no Rio de Janeiro. O colombiano e a família estão encantados com a cidade, algo que pode pesar durante a negociação.

Leia mais sobre: Fredy Guarín

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »