Gilmar Ferreira questiona postura dos jogadores do Vasco contra o Bahia

O jornalista Gilmar Ferreira afirmou que o time do Vasco da Gama 'foi frouxo e desconectado' no jogo contra o Bahia.

Leandro Castan em jogo contra o Bahia
Leandro Castan em jogo contra o Bahia (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Há seis partidas sem vitória, o Vasco de Ramon tornou-se uma caricatura mal-acabada do que aparentou ser em suas oito primeiras exibições após o início do Brasileiro.

Entre 14 de agosto e 6 de setembro, o time venceu cinco confrontos, empatou dois e perdeu apenas um, emitindo ótimos sinais de conexão entre as linhas e sólido sistema defensivo.

Mas nos últimos oito, disputados de 11 de setembro até a noite desta quarta-feira (7), o conjunto se despedaçou de tal maneira que acumulou cinco derrotas, com dois empates e uma vitória.

Levou, nos últimos dois jogos, os mesmos sete gols sofridos nos oito primeiros jogos daquele primeiro período, quando chegou a ocupar o G-4 do Brasileiro.

Nesta derrota por 3 a 0 para o Bahia (a quarta pelo mesmo placar nos últimos cinco confrontos com mando de campo dos baianos) o time foi frouxo e desconectado.

Andou em campo, cedeu espaços de forma primária, e esteve longe do comportamento aguerrido e taticamente eficiente, que marcava o tal do “ramonismo” – seja lá o que isso for.

Em suma: não competiu – o que nos exime de analisar a atuação.

A postura morfética dos jogadores, em especial nestes últimos dois jogos (Atlético-MG e Bahia), denuncia que algo há entre o comando do jovem treinador e o time.

Às vésperas de um confronto contra o maior rival, e em ano eleitoral, a situação exige ação emergencial – responsabilidade hoje entregue a José Luís Moreira, o vice de futebol.

É preciso identificar se o problema está no condicionamento físico dos jogadores, na falta de comprometimento de alguns ou na incompatibilidade entre comandante e comandados.

Como já disse anteriormente, algo há – resta saber o que é…

Fonte: Blog Futebol, coisa e tal…

Leia mais sobreGilmar Ferreira
1 comentário
  • Filipe - 8 de outubro de 2020

    Tambem acho que tem coelho escondido nesse mato. Que o elenco é fraquíssimo, todos sabíamos. Que o técnico é inexperiente, também. Mas a mionese desandou total nesses últimos jogos. Não se vê mais padrão nenhum de jogo, que é o que realmente preocupa. Mas, tentando sempre olhar o copo meio cheio, de repente essa queda é boa para não iludir os sócios em época de eleição. Que entre alguém de fora da curriola Miranda para que o meu Vasco de glórias renasça. Já passou da hora…

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
28 de setembro de 2021
Diniz exalta atuação de Marquinhos Gabriel e projeta estreia de John Sánchez

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz elogiou Marquinhos Gabriel mais uma vez e projetou a estreia de John Sánchez.

Andrey recebe camisa comemorativa de seus 150 jogos pelo Vasco

Volante do Vasco da Gama, Andrey completou 150 jogos com a camisa Cruzmaltina na partida desta segunda-feira (27) contra o Goiás

Léo Matos fica à disposição do Vasco contra o Confiança após suspensão

O lateral-direito Léo Matos está disponível ao Vasco da Gama após cumprir suspensão no jogo contra o Goiás.

Jogadores do Vasco arremessam camisas para a torcida após vitória sobre o Goiás

Os jogadores do Vasco da Gama arremessaram camisas para a torcida após vencerem o Goiás por 2×0 no Estádio de São Januário.

Diniz se impressiona com torcida do Vasco: ‘Parecia que tinham 40 mil pessoas’

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz foi só elogios aos pouco mais de 3 mil vascaínos que estiveram em São Januário contra o Goiás.

Com Fernando Diniz, Vasco mostra que ainda pode ser protagonista na Série B

O Vasco da Gama mostrou que ainda pode ser protagonista na Série B do Campeonato Brasileiro, apesar da classificação ainda estar distante.

Vasco mantém esperança no acesso com 1º tempo impecável e apoio da torcida

Com força dos vascaínos, Vasco da Gama tem primeiro tempo quase perfeito diante do Goiás e começa a sonhar com acesso à Série A.

Fernando Diniz se rende ao talento de Riquelme e diz contar com jovens do Vasco

Treinador do Vasco da Gama, Fernando Diniz, elogia Riquelme, fala da importância dos jovens no elenco e diz contar com todos.

Andrey celebra marca de 150 jogos pelo Vasco

Volante formado no Vasco da Gama, Andrey atingiu a marca de 150 jogos disputados com a camisa do Gigante da Colina.

Chances de acesso do Vasco praticamente dobram com vitória sobre o Goiás

Vitória diante por 2×0 contra o Goiás faz o Vasco da Gama aumentar consideravelmente suas chances de acesso à Série A.

Veja mais notícias