Flu fica com lado direito do Maracanã em jogos contra o Vasco no Carioca

A torcida do Fluminense ficará no lado direito do Maracanã em jogos contra o Vasco da Gama pelo Campeonato Carioca de 2020.

Além de ajustar a fórmula de disputa do Carioca para 2020, o arbitral desta segunda-feira, na Ferj, significou uma resolução no embate entre Fluminense e Vasco pelo lado direito da arquibancada do Maracanã.

Gerido por Flamengo e pelo tricolor, o estádio deixou de ser campo neutro aos olhos do regulamento do Estadual. Sendo assim, o Flu assegura os direitos de mandante e administrador, podendo alocar sua torcida onde quiser. Por contrato, no setor Sul.

O gatilho para o assunto ser abordado na Ferj nesta segunda foi o pleito do Botafogo de poder usar o Nilton Santos nas finais do Estadual. Presidente do Fluminense, Mário Bittencourt ressaltou que o uso do lado direito do Maracanã envolve interesses comerciais firmados em contrato.

- A discussão do lado não é uma guerra de prestígio. É uma questão comercial. Não existe hipótese jurídica de um regulamento interferir nisso. Temos uma permissão de uso que foi prorrigada. Não queremos prejudicar ninguém. Mas o Fluminense não tem como abrir mão disso por questões comerciais. Pagamos para jogar ali, custeamos o estádio. Não existe lógica. No dia que eu jogo uma decisão, eu tenho que me deslocar, fechar minhas lojas, para atender reivindicação baseada em história? O Maracanã mudou desde a reforma. Não há nada pessoal contra o Vasco. Mas a questão é simples. Botafogo e Vasco não fizeram questão de estar lá porque usam seus estádios. Flamengo e Fluminense fizeram acordo e têm obrigações contratuais - comentou o dirigente.

Uma analogia usada pelo presidente tricolor, replicada pelo presidente da Ferj, Rubens Lopes, é que o Flu não pode colocar a torcida nas sociais quando joga em São Januário.

O Vasco foi representado no arbitral pelo diretor executivo de futebol, André Mazzuco. O presidente Alexandre Campello não compareceu. O cruz-maltino, por outro lado, precaveu-se para poder mandar um eventual jogo de mata-mata do Estadual em São Januário - desde que seja contra time pequeno.

Com a mudança no regulamento do Carioca, o Fluminense replica no Estadual o que já acontece no Brasileirão, quando ocupa o lado direito sem qualquer discussão do Vasco.

Em 2019, a final da Taça Guanabara ficou marcada pela disputa judicial entre Vasco e Fluminense. Em uma guerra de liminares, o jogo chegou a ficar com portões fechados durante a maior parte do primeiro tempo. A torcida - toda vascaina - apareceu somente aos 30 minutos de jogo.

Leia mais sobre: Campeonato Carioca

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »