Flamenguistas depredaram carro de vascaíno em Manaus

Flamenguistas depredaram carro de vascaíno nos arredores da Arena da Amazônia, antes de jogo pelo Brasileiro Feminino.

Uma cena revoltante chamou atenção pouco antes do Flamengo vencer o Iranduba por 3 a 0 no domingo, na Arena da Amazônia, em Manaus, pela primeira rodada do Brasileirão feminino. Nos arredores do estádio, um grupo de marginais vestidos com a camisa do Flamengo depredeu um veículo que supostamente pertencia a um torcedor vascaíno.

Em vídeo obtido pela reportagem, é possível observar que mais de 20 "torcedores" partem para cima do veículo, um Peugeot preto, e começam a quebradeira. Depois de cerca de 40 segundos, quando o vidro traseiro já estava quebrado e as laterais completamente destroçadas, um homem que trajava a camisa do Vasco sai correndo de dentro do carro. Veja abaixo.

Uma testemunha que presenciou a cena, mas não quis ser identificada, afirmou que os suspeitos que trajavam a camisa do Flamengo saíram comemorando após o ataque.

- Pelo o que eu vi, imagino que o ocupante do carro ia passando na hora que esses marginais se dirigiam à Arena. Porque eram uns quatro ou cinco do outro lado, viram que o rapaz tinha uma camisa do Vasco e quebraram o carro do cara. Na hora que passei, esses moleques do Fla estavam indo embora comemorando. Os outros procuravam paus e pedras para jogar neles. Jogaram um pedaço de pau que passou por cima do meu carro. Acelerei e fui para Arena - disse.

Flamenguistas quebram carro de vascaíno

O GloboEsporte.com apurou que os suspeitos do crime celebraram o ato também em aplicativos de mensagens. Eles chegaram a dizer que o homem que fugiu do carro ficou assustado e que "deu sorte de estar vivo".

Em outro momento, um suspeito descarta qualquer possibilidade de denúncia e pede para o colega "parar de ir pelo certo". Ele lembra ainda que muitas brigas ocorrem sem nenhuma denúncia.

E conclui que deixou um torcedor de uma organizada rival, que supostamente teria invadido a sede da organizada do Flamengo, "desmaiado no chão" . Afirma que este mesmo torcedor já "estaria de boa".

Caso não foi registrado em nenhuma delegacia

Ao tomar conhecimento do ocorrido, o GloboEsporte.com entrou em contato com a Polícia Civil do Amazonas. O órgão afirmou, por meio de email, que o caso não foi registrado em nenhuma delegacia até o momento.

- Em atenção a sua demanda, informamos que, de acordo com consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública do Amazonas (Sisp-AM), até o momento não houve registro de Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso solicitado.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »