Entrosamento com Pássaro pode ser diferencial para Vasco investir em Raí como CEO

Jorge Salgado pensa em Raí para o cargo de CEO do Vasco da Gama, e fato do ex-jogador já ter trabalhado com Pássaro pode pesar a favor.

Raphael Fernandes
Por Raphael Fernandes
-  3 de janeiro de 2021 às 17:50-  Atualizada em 3 de janeiro de 2021 às 17:50
Alexandre Pássaro e Raí no CT do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Mesmo com a confirmação de Alexandre Pássaro como novo diretor executivo de futebol do Vasco da Gama, o presidente eleito Jorge Salgado, que assume o cargo na segunda quinzena deste mês, deseja ainda mais um nome para compor o departamento de futebol cruzmaltino. Trata-se de um profissional para ocupar a função de CEO, que seria, hierarquicamente falando, a principal do setor.

Entre os nomes cogitados com mais força nos bastidores, Rodrigo Caetano e Paulo Roberto Falcão, por ora, estão descartados. Enquanto o primeiro alega ter conversado com Salgado apenas sobre a função de diretor executivo (já ocupada por Pássaro), o segundo tem o desejo de retomar sua carreira de treinador, não desejando neste momento ocupar um cargo administrativo.

Sendo assim, um terceiro nome seria o de Raí, que atualmente atua como coordenador técnico do São Paulo, líder do Campeonato Brasileiro. No Tricolor paulista, inclusive, trabalhou em conjunto com Alexandre Pássaro, e é justamente esse ”entrosamento” da dupla que atrai os olhares da nova diretoria cruzmaltina.

Vale ressaltar que, no Vasco, a ideia é que o futuro CEO administre o departamento como um todo, isto é, categorias de base e futebol profissional masculino e feminino.

No São Paulo, tanto Pássaro quanto Raí atuavam apenas na equipe masculina de futebol profissional.

Leia Mais Sobre