Entrevista coletiva de Vanderlei Luxemburgo após o jogo contra o Botafogo

O técnico Vanderlei Luxemburgo vê time em evolução após derrota e lamenta ambiente político

Não foi diante do Botafogo, na manhã deste domingo, no Nilton Santos, que o Vasco conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. A derrota por 1 a 0 manteve a equipe com apenas três pontos e na última colocação. Mesmo assim, Vanderlei Luxemburgo acha que o time já apresentou uma evolução tática.

- Não adianta nós transferirmos para outro lugar. Só a gente pode sair dessa situação. Pegar o contexto do jogo e ver. Vi um Vasco bem postado, posicionado... O Botafogo colocou para dentro com um erro de marcação. Aconteceram coisas boas. Trabalhar com a derrota é ruim. Nós evoluímos como equipe.

Questionado se os problemas de salários atrasados e o ambiente político conturbado do Vasco estão atrapalhando no rendimento do time, Luxemburgo foi claro:

- A parte política está latente faz tempo. Única coisa que eu conversei com presidente é que ninguém gosta de trabalhar sem receber. Eles precisam entender o que tem que ser feito para se cobrar. Fizemos uma planejamento para o Maxi, tudo profissionalmente e por onde ele foi? Para a justiça por que tinha um buraco. Qualquer clube tem que buscar recursos para pagar em dia. Não sei como se busca, mas tem maneiras... Traz uma instabilidade. O presidente conversa e está em busca de resolver isso. A parte do salário me incomoda. - disse ele, que completou:

- Se eu falar que o ambiente (político) desse jeito não atrapalha, vou estar mentindo. Traz prejuízo, mas não tenho que me envolver. É um problema do Vasco. Tenho que tirar os jogadores desse problemas, mas é difícil. Fica um ambiente carregado. Temos que ser realistas.

Luxemburgo lamenta derrota para o Botafogo

Confira os tópicos da coletiva

Esquema com três volantes

As perguntas são sempre de questionamento pelos três volantes... A gente tem que saber que o melhor para o Vasco é ter consistência no meio. Eu gosto de um time jogando mais em cima do adversário, mas pelo momento é assim. Existe essa coisa de que jogar com três volantes a equipe não é ofensiva. Se você ganhar é ótimo, se perder vai ser sempre ruim.

Pressão pelo último lugar

Você jogar tranquilo é melhor, mas não um privilégio do Vasco. O Campeonato Brasileiro... Não pode cair 20% dos times com o potencial grande que tem. Com esse percentual é complicado. Uma covardia fazer que uma administração ruim de uma temporada faça o cara amargar um rebaixamento.

Importância da torcida contra o Inter

O ambiente de São Januário tem que ser ruim para o adversário e não para nós. Vim para colaborar, participar e fazer com que o Vasco possa sair dessa situação. O Vasco só consegue sair com união. Quem cria o ambiente é o próprio jogador. Temos que saber que essa rejeição da torcida é porque não estamos produzindo o que ela quer. A torcida tem que contribuir e fazer pressão contra o Inter.

Bruno César sem chance no jogo

Está todo mundo trabalhando no que eu penso. O Yan jogou no Coritiba mais solto. Temos que trabalhar uma série de coisas, como não trazer a parte externa para nosso trabalho. Todos os jogadores estão sendo cobrados. Não sou eu quem dou a resposta, mas o jogador. Se você perceber, fiz alteração após gol. Tive que colocar mais um jogador para a bola chegar. Tem que criar outra alternativa.

Jorge Jesus no Flamengo

Desejar muita sorte, sucesso. Gostaria de ver uma posição da CBF protegendo os técnicos brasileiros na Fifa para que possamos ir para fora do país e prevaleça nossa licença pró. Está sendo aceito (Jorge Jesus) e acho legal, mas nós não somos reconhecidos lá fora e a culpa é da CBF. E também uma associação mais atuante.

Morte de Luisinho Lemos

Lamentar essa perdão tão precoce. Tinha uma saúde forte, passava os 90 minutos correndo. O futebol é pressão o tempo todo. Perdemos o Rodrigues Neto recentemente. É a lei natural... Só lamentar.

Leia mais sobre: Vasco x Botafogo, Vanderlei Luxemburgo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »