Em nota, Anderson Martins recua de críticas e agradece ao Vasco

O zagueiro Anderson Martins afirmou em nota que a decisão de deixar o Vasco da Gama partiu da sua própria vontade.

Anunciado nesta quarta-feira pelo São Paulo, o zagueiro Anderson Martins criticou a administração Eurico Miranda após a rescisão com o clube de São Januário. Em entrevista ao GloboEsporte.com, o jogador lamentou a falta de planejamento e a influência do tumultuado processo político na sua segunda passagem por São Januário.

No início desta noite, em sua conta pessoal do Instagram, o jogador recuou e tratou a decisão de sair do Vasco como "decisão única e exclusivamente minha". O atleta, contratado e anunciado pelo São Paulo, disse que o presidente Eurico Miranda foi contra sua saída, mas cumpriu com a palavra desde a chegada ao Vasco.

- Para que eu assinasse um novo contrato com o Vasco, em julho de 2017, o presidente Eurico Miranda me deu sua palavra, afirmando que se eu decidisse não continuar no clube, concordaria com a minha rescisão ao final da temporada. Mesmo contra a sua vontade, o presidente cumpriu com a palavra a mim epnhada, assinando a minha liberação e assumindo o compromisso de me remunerar pelo período em que defendi o clube - escreveu Anderson.

O jogador também afirmou que Eurico assumiu compromisso de pagá-lo "pelo período em que defendi o clube". Na entrevista, Anderson dizia que abriria mão dos vencimentos ao qual tinha direito para rescindir com o clube da Colina. Anteriormente, o jogador associara sua liberação às pequenas esperanças da atual gestão em manter-se no poder.

Confira a íntegra do pronunciamento oficial de Anderson Martins na imagem abaixo.

"Boa tarde a todos.

Venho através deste canal de comunicação esclarecer alguns pontos fundamentais sobre a minha saída do Club de Regatas Vasco da Gama.

Deixar o Vasco para buscar um novo desafio profissional foi uma decisão única e exclusivamente minha.

Para que eu assinasse um novo contrato com o Vasco, em julho de 2017, o Presidente Eurico Miranda me deu a sua palavra, afirmando que, se eu decidisse não continuar no clube, concordaria com a minha recisão ao final da temporada.

A reunião que sacramentou a minha saída aconteceu no último sábado (6), com a minha presença, o Presidente Eurico Miranda e meus representantes.

Mesmo contra a sua vontade, o Presidente cumpriu com a palavra a mim empenhada, assinando a minha liberação e assumindo o compromisso de me remunerar pelo período em que defendi o clube.

Sendo assim, ratifico que buscar um novo desafio profissional neste momento foi uma decisão exclusivamente minha, e agradeço muito ao Vasco por ter aberto novamente as suas portas para que eu pudesse trabalhar neste clube Gigante.

Agradeço também a todos os meus companheiros de time e profissionais do clube.

Obrigado por tudo!"

Leia mais sobre: Anderson Martins

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »