Elenco do Vasco deixa São Januário aplaudido pela torcida

Os torcedores do Vasco da Gama ficaram frustados pelo empate, mas fez questão de aplaudir os jogadores após o fim do jogo.

O empate com o Athletico-PR, por 1 a 1, em São Januário, frustrou, mas não desapontou o torcedor do Vasco. Pela valentia e poder de reação mostrados pelo Cruzmaltino, a arquibancada reconheceu com aplausos e gritos de incentivo o esforço da equipe, que teve um gol anulado, após consulta ao VAR, e criou chances reais no segundo tempo. Madson abriu o placar e Danilo Barcellos, de pênalti, empatou.

Embalado pela conquista da Copa do Brasil, o Furacão contrariou o roteiro e escalou sete titulares que enfrentaram o Internacional na final de quarta-feira. Pressionado pela derrota em casa para o Bahia, por 2 a 0, na penúltima rodada, o Vasco encarou o desafio de carimbar a faixa de campeão do adversário, com a Colina mais uma vez lotada.

A chuva fina não esfriou a vontade em campo. Com o jogo movimentado e aberto, as equipes buscaram o gol. Pikachu e Henríquez levaram perigo.No potente chute cruzado, Rossi quase forçou o 'frango' de Santos, que teve rápida reação e não deixou a bola escapar. Do outro lado, Fernando Miguel também mostrou serviço ao defender a cabeçada de Marco Rubén e finalização de Rony, à queima-roupa.

Na volta do intervalo, Vasco e Athletico mantiveram a intensidade. De bicleta, Rossi tentou abrir o placar, mas a implacável 'lei do ex' prevaleceu, mais uma vez. Com dois anos de passagem na Colina, o lateral-direito Madson aproveitou a saída errada de Fernando Miguel para abrir o placar, aos três minutos. Na sequência, Rony quase ampliou a vantagem dos visitantes.

O Vasco sentiu o baque do gol e o técnico Vanderlei Luxemburgo cobrou, aos gritos, calma ao time. Aos poucos, o Cruzmaltino assimilou o golpe e se reorganizou para voltar ao jogo. Depois da cobrança de falta de Danilo Barcellos, a bola desviou na mão de Rony e, depois da revisão do VAR, o juiz Anderson Daronco confirmou o pênalti. Aos 21 minutos, Danilo converteu para empatar.

A torcida do Vasco foi à loucura. Aos 35, Talles Magno fez ótima jogada individual, soltou uma bomba, mas Santos fez grande defesa. Cinco minutos depois, Raul teve um gol anulado, após consulta ao VAR. Anderson Daronco marcou falta de Henríquez sobre Santos no início da jogada, para a revolta na arquibancada.

Leia mais sobre: Vasco x Athletico-PR, Campeonato Brasileiro

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »